casa sem telhado

Custos –> Casa com telhado ou Casa sem telhado

por Mariana Lombardi - 06 de fevereiro de 2012

Como arquitetas, realizamos os mais diversos tipos de projetos, mas não é nossa especialidade fiscalizar e acompanhar obras – o que pode ser feito por arquitetos, mas não é o nosso caso. Assim, temos uma noção dos custos dos materiais e da mão-de-obra, mas muitas vezes não conseguimos responder com precisão aos nossos leitores. Então decidimos convidar o engenheiro Almir filho para nos ajudar com esse post, já que ele executa muitas obras (principalmente casas) aqui em Brasília.

Casa com telhado ou casa sem telhado? Essa é a primeira dúvida de quem decide construir. É uma questão estética, mas que direciona todo o projeto da casa. Nos diversos posts sobre fachadas explicamos um pouco sobre cada estilo, leia com atenção e decida qual o seu preferido. Veja aqui várias ideias de fachada.

Qual o custo de cada tipo de telhado? É a segunda grande dúvida! Em resumo, a casa com telhado embutido sai mais barata do que a casa com telhado aparente.

A casa com telhado aparente tem o estilo mais conhecido e também o mais usado. O que interfere no custo, e o deixa mais elevado, é o tipo de telha (barro, cerâmica, concreto), o madeiramento (ipê, angelim) e a mão-de-obra. Hoje, é muito comum o uso de beiral (como na casa do foto acima) e ele pode ser de concreto ou madeira –  o que também aumenta o preço final.

Esses dois cortes esquemáticos servem para mostrar como funciona a estrutura de um telhado com telha cerâmica ou de barro. Na opção de telhado sem beiral, ainda assim pode ter uma calha.

A inclinação deve ser de no mínimo 28% para que o escoamento da água funcione sem problemas. Lembre-se: diferentes tipos de telhas têm diferentes inclinações, veja a especificação correta com o fabricante.

Atualmente, o tipo de telha mais usada para este tipo de telhado é a telha cerâmica, particularmente prefiro as de tons mais claros, como o cinza e o bege.

A casa sem telhado pode ser feita de duas maneiras: com telha embutida ou com placas de concreto pré-moldadas. Existem diferenças de preços entre os dois métodos, e o com telha de amianto embutida é a opção mais barata.

Antes de construir um telhado feito com telha ondulada de amianto (ou fibro-cimento), avalie alguns pontos negativos: as telhas são frágeis e quebram com facilidade; a tração térmica é grande e em cidades com grandes oscilações de temperatura as rachaduas são frequentes; a absorção de calor é pequena; e o fator ecológico: a extração do amianto pode provocar sérios danos aos pulmões é até câncer, por isso já foi proibido em vários países.

Um outro método, mais atual e muito usado pelos arquitetos, é o telhado embutido feito com placas pré-moldadas de concreto (veja o esqueminha acima), onde são feitos vários processos de impermeabilização até garantir o funcionamento perfeito desta estrutura.

Dentre as vantagens – fora tudo o que já falei sobre o outro médoto ali em cima – estão o custo menor que o da casa com telhado aparente e, comparado com o método da telha de amianto, a diminuição da altura da platibanda, o que dá mais liberdade para o desenho da fachada – e os arquitetos adoram! 😉

Gostaram? Deixem suas dúvidas nos comentários que aos poucos vamos preparar novos posts!

.

 + projetos de casas aqui

.

Comente Aqui (144)

Fachadas de casas térreas

por Cris Campos - 02 de dezembro de 2011

Desde quando publicamos aqui o primeiro post sobre fachada de casas, muita gente pediu exemplos para fachdas de casas térreas. Como explicamos nesse primeiro post, é um desafio encontrar boas fotos de casas pequenas, e dessa vez não foi diferente. Mas com muita pesquisa consegui selecionar alguns lindos exemplos de casas térreas “sem telhado”.

Nem todas as casas selecionadas são pequenas, mas é interessante observar como a volumetria de cada fachada foi trabalhada para que não ficasse parecendo um “caixote” pesado e sem graça.

N◦1 – Casa bem moderna, com madeira nas esquadrias e nos revestimentos da estrutura. A platibanda aqui existe, mas fica recuada em relação à laje, que avança formando uma varanda. Foto: Meu moleskine digital.

N◦2 – Essa fachada bem simples e toda aberta favorece a integração com a área externa, reforçada pela parede revestida com pedra filetada, que avança para o interior. Projeto: Studio AZ. / Foto: Haruo Mikami.

N◦3 – Essa casa bem minimalista tem a fachada pensada como uma caixa, elevada no terreno, e com grandes esquadrias, que propiciam aberturas enormes e muita integração.  Projeto: Pedro Reis. Foto: ArkPad.

N◦4 – Casa com estrutura metálica, bem leve, e “paredes” de vidro. Tanto o forro quanto o piso permanecem no mesmo nível dentro e fora da casa. Gosto demais desse efeito, que propicia uma maior integração e muita leveza. Essa é a casa da estilista Vera Wang, foto: Petiscos.

N◦5 – Nessa fachada a parede lateral e o volume da caixa d`água receberam pintura bege texturizada e com frisos, quebrando a monotonia do branco total. Vale observar também que, ao invés de muro ou cerca, foi escolhido o vidro temperado para proteger a casa. Projeto: Christina Prado. Foto: Clausem Bonifácio.

N◦6 – As coberturas em níveis diferentes foram unificados pela parede revestida em pedras que atravessa a casa. Gosto muito do portão e da porta de entrada, parece aço corten. Projeto: Leo Romano. Foto: Edgard Cesar.

N◦7 – Essa casa mescla volumes fechados e abertos, partes bem leves com volumes mais pesados e vários materiais como aço, concreto, pedra, madeira e vidro. Tudo isso torna o desenho rico e interessante. Gosto muito do beiral com partes fechadas e outras abertas, formando pergolados. Projeto: Brian Dillard Arch. Fotos: Contemporist.

N◦8 – Essa casa tem o mesmo pricípio das N◦3 e 4, um volume fechado em volta e grandes esquadrias de vidro. O diferencial é a cor inusitada: cinza, e o grande pilar redondo em aço inox. Projeto: 123DV. Foto: Trendir.

N◦9 – Já mostramos essa fachada no post sobre aço corten. Era o Espaço Gourmet de uma Casa Cor, mas ideia pode ser tranquilamente usada em uma casa: estrutura chanfrada branca, porta grande de madeira e um volume destacado em aço corten.  Projeto: Cybele Barbosa. / Foto: Haruo Mikami.

N◦10 – Fachada de madeira e vidro, com platibanda recuada escondendo o telhado. Fotos: Contemporist.

+ fachadas de casas aqui

Comente Aqui (45)

Fachada de casa (1)

por Mariana Lombardi - 26 de setembro de 2011

Esta casa em Brasília serve de inspiração pra quem está construindo e cheio de dúvidas com os acabamentos da fachada. O projeto tem linhas retas e acabamentos bem escolhidos (tijolo aparente + madeira + pintura branca). Outro destaque é a iluminação, tá tão bonita que não resisti e coloquei muitas fotos!

A casa, de dois pavimentos, tem telhado escondido e linhas retas, com desenho tipo caixa. As entradas ficam nas laterais, de um lado a de serviço e do outro a social. O piso é de pedra portuguesa.

Na entrada social, o portão é de madeira, assim como as esquadrias do pavimento superior, que formam um grande painel.

Na lateral da casa, a parede é de tijolo aparente e tem iluminação que vem do piso – recurso lindo pra fachada! O guarda-corpo é em vidro transparente.

A fachada do fundo, com varanda e churrasqueira. Observem que as esquadrias do térreo são de alumínio e vidro, somente as superiores têm o painel de madeira ripada.

A churrasqueira foi toda revestida em madeira e tem bancada em granito preto. O piso envolta da piscina é mármore travertino levigado + deck em madeira.

Mais um detalhe da fachada, com vigotas em madeira.

 

Projeto: Ana Paula Barros e Valéria Gontijo. / Fotos do site das profissionais.

.

+ fachadas de casas aqui

Comente Aqui (24)