casa sem telhado

Casa nos Hamptons

por Cris Campos - 24 de julho de 2011

Os Hamptons são praias chiquérrimas em Long Island, ao norte de New York, e é pra lá que os novaiorquinos fogem do calor de 40 graus que faz por lá nessa época do ano. Affff…  Muitas famílias de Manhattan possuem ali casas de veraneio como essa, projetada pelo escritório Leroy Street Studio’s para um casal, seus 5 filhos e os inúmeros amigos que eles costumam receber quase todos os finais de semana.

A fachada da rua é discreta, minimalista, e não mostra de cara todo o charme da construção, que teve seu exterior todo revestido em cedro.

Mas à medida que se entra pela casa ela vai revelando seus volumes e suas angulações. No térreo a casa principal e a de hóspedes são separadas por uma circulação central que termina num terraço elevado com piscina, de onde se aprecia as lindas paisagens. Já o segundo pavimento abriga a área íntima da casa principal.

As outras fachadas da construção são compostas por grandes aberturas que integram os espaços internos e externos.  O living tem pé direito duplo, o que favorece a ventilação e a iluminação natural.

A decoração é leve e despojada, com cores claras e poucos móveis. Atrás do sofá uma adega climatizada decora a parede e mostra a disposição da família em receber bem os amigos.

A sala de jantar é composta por uma mesa de madeira redonda e um pendente dos anos 50. A lareira permite que se aprecie essa linda vista para um lago mesmo em dias mais frios.

A ampla cozinha é linda, composta de bancadas branquinhas em Caesar Stone e armários em laca branca e madeira, criando um bonito contraste. Reparem na copa, ao fundo, com uma mesa grande e um banco em L, tipo lanchonete. Assim sempre cabe mais gente…

A sala da ala de hóspedes se integra com o terraço através das portas que correm totalmente se escondendo atrás das paredes, transformando o ambiente interno em uma varanda, uma ótima proposta para os dias quentes.

Os quartos são amplos e bem iluminados através de generosas aberturas, pra não perder nenhum pedacinho da vista.

Esse banheiro possui bancada e cuba moldada em Corian. Adorei o efeito das pastilhas azuis, que parecem ter movimento devido ao formato.

Os volumes inclinados ficam evidentes nas plantas, que adotaram essa proposta para que mais ambientes tivessem acesso às lindas vistas que o terreno proporciona.

Via Architecture Digest.

+ projetos de casas

Comente Aqui (5)

Casa no Morumbi (SP)

por Mariana Lombardi - 04 de julho de 2011

Casa de 1000 m², em São Paulo. Projeto de Monica Drucker.

Esta belíssima casa nem parece que fica em São Paulo! Localizada no alto do morro do Morumbi, entre as muitas árvores e quase 10m acima do nível do terreno vizinho, tem uma vista privilegiada da paisagem e uma privacidade incomum (o que permitiu grandes aberturas).

Feita para um casal com três filhos, tem 2 pavimentos com grandes varandas e recortes geométricos, criando um jogo de alturas que confere movimento ao projeto.

—>  Observem a ILUMINAÇÃO!!! Alguns ambientes tinham fotos com a luz natural e outra, mais a noite, com a iluminação planejada, não resisti e coloquei as duas. É tão difícil conseguir estes tipos de fotos e neste caso dá pra ver bem certinho!

Na entrada principal, uma escultura de cobre recebe os visitantes ao lado da grande porta pivotante de madeira (Angelim maciço). Ao fundo, à direita, a área de lazer com piscina e churrasqueira.

As diferentes alturas de pé-direito (3 e 4,5 m) participam da forte geometria da construção, cujo fechamento com vidros garante a ampla integração entre interiores e exteriores.

A entrada social da casa é feita pela fachada lateral. Do portão (junto ao muro de divisa da rua) até a porta principal da casa percorre-se uma alameda de grandes bambus. O deck da piscina é de madeira cumaru e os bancos são de mármore branco.

O hall e o living voltam-se para o jardim da piscina. Observem que o piso (mármore travertino levigado) une os ambientes internos e externos e integra os espaços.

Para marcar o hall de entrada, o pé-direito tem altura diferente. Adorei os pendentes gigantes usados de maneira (quase) aleatória!

Uma visão geral da sala. A lareira também foi feita em mármore travertino levigado e a coifa é de aço com pintura automotiva (cor marrom escuro).

A sala de jantar tem parede roxa, mesa de madeira e lustre de Murano branco. Ali na fundo dá pra ver a sala de almoço, que é separada por portas de correr totalmente retráteis.

A sala de almoço também volta-se para a área de lazer, com grandes portas de correr de vidro, e é ligada à cozinha e à sala de jantar. No cantinho tem uma deliciosa poltrona de descanso, um charme!

A cozinha (Formaplas) com ilha tem armários em fórmica de madeira, bancadas em Corian ($$$) e equipamentos em aço escovado. As janelas protegidas por brises se voltam para a área de lazer da residência.

O home theater é integrado a todos os ambientes sociais da casa, mas as portas de correr foram feitas de madeira para garantir um caráter mais privativo quando fechadas. LINDO o painel da tv em laca branca com desenho quadriculado, ele também tem iluminação embutida e esconde os equipamentos de imagem e som.

A fachada posterior é toda envidraçada e voltada para a área de lazer. As esquadrias são de alumínio com pintura especial (cor aço inox escovado) e fechamento com vidros Blindex (16 mm). As paredes receberam textura na cor branca da Terracor, o piso é o mesmo da sala (mármore travertino levigado), o deck é de madeira cumaru e a piscina é de pastilha de vidro.

A churrasqueira foi feita num gazebo da área de lazer que foi executado com perfis de alumínio na cor branca e fechamento lateral no sistema roll-on. Painéis feitos com ripas de madeira cumaru, formando quadrados, proporcionam sombra à cobertura de alumínio e vidro laminado de 10 mm.

No andar superior, os quartos são enormes, o piso é de tábua corrida (cumaru com tratamento clareador) e as esquadrias mostram a vista para o grande volume verde formado por bambus e flamboyants. A cabeceira da cama é de couro preto.

O closet do casal  tem armários de madeira com portas de correr espelhadas.

No banheiro, a bancada e o piso são de mármore branco piguês e a parede do box tem pastilhas de vidro branco. Os metais são da Deca.

—> Vocês acham ruim posts como este, com muitas fotos? Preferem que sejam divididos?

Via: Uol Casa e Imóveis

+ projetos de casas

Comente Aqui (36)

Fachadas de casas sem telhado (2)

por Mariana Lombardi - 22 de fevereiro de 2011

——>continuação de Fachadas de casas sem telhado 1

alessandro-da-matta-fachada-00

Nº 15  – Volumetria interessante destacada pela iluminação especial, pelo piso em pedra portuguesa e pelo paisagismo. Projeto Alessandro da Matta.

Nº 16 – Casa minimalista com fachada em concreto aparente e madeira ripada. Projeto Axelrod Architects.

Nº 17 – Fachada formada por pórticos com pintura branca + detalhes em madeira ebanizada.

Nº 18 – Fachada com volumetria bem trabalhada em linhas retas, destaque para a porta de entrada pivotante que tem 4,30m de altura. Os degraus que dão acesso à casa ficam soltos em balanço e dão a sensação de leveza. Projeto Ana Paula Munhoz e Gabriella Saback, foto Edgard César.

Nº 19 – Casa toda branca com platibanda cinza na entrada que começa na porta principal e segue como teto da garagem. Projeto Ana Lídia Diniz, foto Van Lima.

Nº 20 – Fachada com volumes retos e pórticos com pintura marrom. O telhado inclinado não me agrada, mas mesmo assim achei o desenho interessante. Projeto Giovanna Diniz e Michelle Rodrigues Mourão.



fachadas-modernas

Nº 21 – O terreno em declive definiu o projeto. Para garantir privacidade, a garagem fica no subsolo, com portão em madeira. Sobre ela fica a área de lazer, que tem sombra garantida pela grande parede branca da lateral da casa.Projeto ARQ URB.

Nº 22 – A fachada é marcada por linhas retas e formas geométricas, com acabamentos texturizados e brises que se sobrepõem à grande lâmina de vidro. Projeto Kerley Melo, foto Paulo Rezende.


Nº 23 – A fachada formada por pórticos brancos com detalhes em madeira e vidro, emoldurados pela natureza. Projeto Fernando Galvão e Luci Costa, foto Clausem Bonifácio.

fachadas-de-casas2

Nº 24 – A área de lazer é voltada para a frente da residência e disfarçada pelo paisagismo. A fachada contemporânea tem pórtico com painel de venezianas de madeira e um pergolado que protege a porta de entrada e enriquece a volumetria. Projeto Eduardo Bittar e Karla Bittar, foto Marco Aurélio Zapp.


Nº 25 – A casa em estilo mais clássico, com acabamentos em mármore Crema Marfil na marquise, pilares e escada de acesso. Projeto Giovanna Diniz e Michelle Rodrigues Mourão.

Nº 26 – A fachada principal está voltada para a rua de nível mais alto e o acesso é feito pela passarela metálica branca. Na fachada dos fundos permanecem os mesmos acabamentos, como a pintura bege com frisos em baixo relevo e o painel de vidro fechando a escada. Projeto Paulo Faccio.

CONTINUA AQUI

 + ideias para fachadas aqui

Comente Aqui (96)