Design

Luminárias recicladas

por Cris Campos - 07 de julho de 2010

Adorei essas luminárias do estúdio canadense Organelle. Design interessante, materiais inusitados e um efeito lindo, resultado de muita criatividade. O mais interessante delas está na materia prima: as duas primeiras foram feitas usando… cabides, e a última usou as partes de cima das garrafas pet.  São exemplos de produtos concebidos dentro do conceito de design sustentável, onde o impacto no meio ambiente foi reduzido por meio do reaproveitamento e reciclagem de materiais, além da forma de fabricação artesanal.

Luminária Hangelier 2.1. Amei o desenho e o efeito luz e sombra que ela projeta nas paredes!

Luminária Hangelier 1.2. O brilho da luz no acrílico trouxe um efeito meio translúcido bem interessante.

150 litre chandelier. Olhando de longe parece vidro. Adorei!

 + iluminação

Comente Aqui (2)

Tom Dixon

por Mariana Lombardi - 16 de junho de 2010

designer inglês é um dos mais renomados designers da atualidade. Sem treinamento formal, começou a desenhar móveis após ser ferido em um acidente. Aprendeu técnicas de soldagem para reparar sua moto e usou essas habilidades para criar uma variedade de objetos, principalmente cadeiras e luminárias.

Tom trabalhou nas maiores marcas do design italiano até abrir sua própria empresa e ganhar notoriedade.  Dentre as suas criações, os grandes destaques são as luminárias, geralmente feitas a partir de metais sólidos (cobre, latão e aço inoxidável), moldados até formar uma superfície metálica altamente reflexiva.

Sou apaixonadas pelas suas peças, acho chiques e bem atuais. Combinam em ambientes residenciais ou comerciais, sejam eles bem modernos ou mais despojados, criando um highlow super bacana!

A Mirror Ball é um dos produtos mais emblemáticos da coleção e foi inspirada num capacete espacial. Feita policarbonato com acabamento em aço inoxidável espelhado, está disponível em três diferentes tamanhos (50cm, 40cm e 25cm) e fica ainda mais interessante quando usada em grandes quantidades.

Uma tendência que venho observando: muitos pendentes usados juntos! Podem ser iguais, mas em tamanhos diferentes; ou de formatos diferentes, mas de tamanhos (e desenho) parecidos. Nos projetos que selecionei veremos vários exemplos do que estou falando.

1-Loja Diesel nos EUA. / 2- Yo Sushi, em Londres. / 3- Hotel na Irlanda. / 4- Hotel em Praga.

Várias Mirror Balls sendo usadas juntas, lindo demais o efeito! Quero fazer isso num ambiente agora!!!! Me contrata vai… Restaurante da Casa Cor Goiás 2010, projeto Maurem Françoise de Souza.

Vitrine da Mostra Artefacto 2010 em São Paulo, projeto Roberto Migotto.

Várias peças sendo usadas sobre a mesa de centro. Projeto Tom Dixon, em Istambul.

A “Sombra Cobre”, numa tradução ao pé da letra, é uma das peças mais famosas do Tom Dixon. Eu particularmente adoro o efeito do cobre na decoração, fica diferente, inusitado e lindo!

1-Restaurante Forneria em São Paulo, projeto Márcio Kogan. / 2- Restaurante Astral, em Sydney / 3- Exposição em Copenhagen. / 4- Loja em Bilbao, na Espanha.

A Copper Shade sendo usada sobre a mesa de madeira numa cozinha aberta. Belo contraste de materiais, ainda mais com esse papel de parede bem romântico! Foto fromental.

Inspirado nos tradicionais vasos de cozedura do norte da Índia, os pendentes Beat Light são feitos em latão trabalhado manualmente, o que revela um grande cuidado com a qualidade do produto. São encontrados em três formatos diferentes, permitindo belíssimas composições.

1-Restaurante Kosushi, projeto Arthur de Mattos Casas. /2- Suka Hotel, em Londres. / 3- Hotel em Toronto, Canadá. / 4-Restaurante The Social, em Tel Aviv.

A Blow Floor Light Copper é uma lâmpada fluorescente de baixa potência que emite uma dá uma forte luz direcionada. A fonte de luz é concentrada e a temperatura é aquecida pelo revestimento de cobre, tornando-se uma lâmpada muito forte.

O mais legal dessa peça é que ela pode ser usada como pendente ou apoiada no chão mesmo.

Uma das mais novas, a luminária Void é de uma série que faz referência às medalhas olímpicas. Feitas a partir de folhas de metal prensadas e moldadas para formar uma máscara de parede dupla.

Uma das maneiras mais eficientes de apresentar ao público o trabalho de um designer é, sem dúvida, participar de importantes exposições. Tom Dixon tem em seu currículo a participação em eventos renomados e de grande repercussão mundial, como a Feira de Milão, na Itália.

1- Exposição Mirror Ball. / 2- Estande da Audi no Design Miami 2009. / 3- London Design Festival de 2007. / 4- Exposição Veuve Clicot em Milão 2009.

Pesquisa: Apartment Therapy / Deezen / site: Tom Dixon

Veja também: luminária Tolomeu / luminárias de pé / luminária oval

Comente Aqui (15)

Nas nuvens

por Mariana Lombardi - 26 de maio de 2010

O sofá “Cloud” realmente flutua!

Criado pelo designer chinês D. K. Wei, o sofá tem um sistema em que a parte superior é suportada pela energia magnética gerada pela base inferior.

Muito em breve será possível tirar um cochilo nas nuvens…

Via: Athas

Comente Aqui (12)