sala

Mostra Artefacto São Paulo 2010

por Mariana Lombardi - 13 de maio de 2010

A 19ª Mostra Artefacto de São Paulo conta esse ano com 31 ambientes decorados por renomados profissionais. A seguir uma seleção com algumas idéias bem legais!

Vitrine com destaque para as luminárias do designer inglês Tom Dixon. Amo amo amo essas  luminárias! Tô preparando um post sobre elas, aguardem! Projeto Roberto Migotto.

Loft e lounge com atmosfera intimista e acolhedora. Projeto Débora Aguiar, a minha preferida sempre… lindo!

Family Room com base em cores neutras e pontos de cor nas peças de murano nos tons berinjela e dourado. Projeto Christina Hamoui.

Equilíbrio e elegância no espaço multiuso. Gosto da simetria do sofá (que foi customizado pela arquieta especialmente para o evento) com as mesas laterais redondas mas de modelos diferentes, do papel de parede branco com desenho moderninho e do vidro preto nas laterais da parede. Destaque para os abajures de murano. Projeto Patrícia Anastassiadis.

Living também marcado pela simetria e pela mistura de materiais como a madeira da parede, as mesas laterais com bambu e as mesas de centro uma espelhada e a outra em laca branca extra brilho com detalhes cromadas. Genteee, preciso falar que sou apaixonada pelo acabamento extra brilho da Artefacto! Uma peninha que na foto não dá para ver tão bem… Projeto Fabio Morozini.

Living com toques clássicos e uma atmosfera tropical com a combinação do verde e dos tons claros nos revestimentos e dos materiais naturais nos móveis. Projeto Cilene Monteiro Lupi.

Living em tons sóbrios e… simetria na parede atras do sofá! Projeto Leila Barakat.

Para quem quiser conferir a loja fica no bairro dos Jardins, na Rua Haddock Lobo, 1405.

Fotos: divulgação – Álvaro Elkis. / Via: site do IG.

Veja também: Salas de estar / Salas com simetria

Comente Aqui (1)

Casa Cor Santa Catarina 2010

por Mariana Lombardi - 24 de abril de 2010

A primeira mostra CASA COR desse ano está acontecendo em Florianópolis, a Casa Cor Santa Catarina, que segue até 27 de abril no Centro Integrado de Cultura de Florianópolis. A mostra desse ano vem com o tema ” Sua casa, sua vida, mais sustentável e feliz” e traz como destaques a valorização da cultura regional e a utilização de materiais recicláveis na composição de diversos espaços.

Living, Jantar e Cozinha, projeto Lupatini Lima Ramos Arquitetos Associados. Gostei muito da estante, da parede trabalhada ao lado da mesa e da porta com frisos circulares em baixo relevo. Um dos ambientes mais bonitos da mostra!

Living, projeto Anna Maya e Anderson Schussler. Decoração com base contemporânea e pinceladas clássica.

Home Theater, projeto Luciana Blagits e Paulo Rosenstock. Ambiente moderno e aconchegante, adorei o gigantesco sofá de 7 metros com almofadas turquesa e a estante/painel toda em madeira.

Biblioteca, projeto Lúcia Horta e Marcelo Schroeder. Destaque para a estante branca com iluminação – desenho simples com objetos bonitos e bem arrumados – e para a luminária de pé ao lado do sofá!

Quarto da Mamãe, projeto Vanessa Faller e Maíra Queiroz. A renda de bilro foi a inspiração para o painel que envolve toda a cama. O artesanato local foi valorizado pelo painel em patchwork, feito com retalhos de tecidos.

Quarto do bebê, projeto João Aumond e Luiza Carla Galitzkia.  Quartinho no estilo provença aliado ao uso da tecnologia com o uso da cromoterapia presente no painel em  madeira de demolição. Olha que gostoso ficou o deck com futon e almofadas!

Quarto do menino, projeto Nazle Tuffi e Layla Rochelly. Inspirado no universo da Fórmula 1, tem armário em forma de bomba de gasolina e mesinha lateral de pneus.

Empório de Queijos e Vinhos, projeto Felipe Chang, Karina Trindade e Luciana Beck. O teto traz um diferencial pelo uso de placas de madeira que faz alusão de um porão.

Sala da Imprensa, projeto Silvana Margarim e Rafael Caramori. O ponto de partida do projeto foram as obras modernas do arquiteto e urbanista Lúcio Costa, destaque para o painel de metal iluminado, os pendentes em conjunto no teto preto e as listras desiguais na cor laranja. Para mim, um dos ambientes de destaque da mostra, pois geralmente a sala de imprensa não é um espaço muito visado e esse projeto surpreendeu!

Via Revista Lush e Casa Cor.

Comente Aqui (4)

Como arrumar quadros

por Mariana Lombardi - 23 de abril de 2010

Os quadros são elementos ideais para dar um toque final ou mais vida na decoração de um ambiente. Mas como arrumá-los? Preparamos algumas dicas para auxiliar  na hora de escolher e colocar o quadro certo para cada lugar.

– Dispostos em ambientes variados, a proporção ideal deve  relacionar o tamanho do quadro com as dimensões do espaço. Além disso, compõem a parede em conjunto ou unicamente, dependendo do seu tamanho ou forma. As molduras devem ser escolhidas com atenção para não comprometer  a linguagem da obra, podendo ser coloridas, simples ou rebuscadas.

– A regra básica ao pendurar os quadros é deixá-los mais ou menos na altura do olhar, ou seja, levando-se em conta a altura média dos observadores de 1,70 m de altura, o centro do quadro deve ficar a mais ou menos 1,60 m do chão. Mas alguns elementos nos ambientes podem variar essa altura.

Sozinhos

– Se o quadro vai ficar em cima de um sofá, ele deve ficar entre 30 e 40cm acima da altura do encosto do sofá.

– Se o quadro for para cima de uma cama, caso a cama não tenha cabeceira, o quadro deve estar a no mínimo 60 cm do colchão, e caso tenha, a 20 cm da mesma.

– No caso de um ambiente que tenha um elemento marcante, como por exemplo uma mesa de jantar, o quadro deve ser centralizado pelo elemento e não pela parede.

DA1Projeto Debora Aguiar

francisco-calio-2Projeto Francisco Cálio

quadro-myrna-porcaroProjeto Myrna Porcaro

Em dupla

– Quadros dípticos ou com a mesma linguagem e formato funcionam bem para preencher a decoração. Nesse caso deve ser respeitado um eixo central e uma distância entre os dois proporcional ao tamanho da parede.

aeg_Gisele Busmayer_stammerfotografia_2Projeto Gisele Busmeyer

Em conjunto

– Planejar a uma composição de quadros é muito importante, antes de sair pendurando de qualquer jeito. O ideal é colocar primeiro todos quadros no chão e testar as possibilidades. Deve-se buscar o equilíbrio entre as cores e tamanhos de cada elemento.

apartamento_leblon_toninho_noronha_13Projeto Toninho Noronha

Prateleiras

– Um outro artifício são as prateleiras, onde os quadros podem ficar apenas apoiados. Isto dá um toque moderno à decoração, dando liberdade para mudar e compor rapidamente um novo visual ao espaço. O mesmo pode ser feito com quadros grandes, só que ao invés das prateleiras, apoiados no chão.

quadros-apoiadosProjeto Bárbara Dundes

Gustavo PradoeAna Luisa CairoProjeto Gustavo Prado e Ana Luisa Cairo

Pé-direito alto

– Por mais alto que seja o pé-direito, os quadros devem começar a ser colocados a partir de uma peça existente. Eles podem ocupar a parede inteira ou podem ficar só na parte de cima ou de baixo.  A relação não muda porque ela começa de baixo e não de cima. O quadro não precisa ter uma distância certa do forro e do teto.

fernandamarquesFernanda Marques

Colaboração: Fabianna Cavalcanti

+ ideias para quadros

Comente Aqui (16)