Casa em Londrina

por Cris Campos - 04 de julho de 2010

Uma casa com ambientes amplos e confortáveis para receber a família, de fácil circulação e fácil manutenção foi o pedido dos donos dessa casa para o projeto do arquiteto Guilherme Torres. Casados a 50 anos, eles saíram de um apartamento para construir essa casa linda de 407m², localizada num terreno de 1050m², em Londrina-PR. A casa, de arquitetura moderna, é formada por 2 blocos que se cruzam formando um “T”, com os ambientes integrados a um amplo pátio, que abriga a piscina e recebe o sol da manhã.

A fachada principal da casa é bem minimalista e não possui janelas voltadas para a rua para garantir privacidade. Os 2 volumes que compõem a arquitetura da casa ficaram bem destacados com o acabamento em materiais diferentes, um com pintura marrom, o outro, revestido em placas cimentícias. A madeira cumaru, no portão da garagem, faz um contraponto.

O marrom da fachada (Suvinil  R167) foi inspirado, segundo o arquiteto, num bolo de chocolate servido pela moradora. A textura por baixo foi feita na obra, onde o emboço das paredes foi chapiscado com cimento, e alisado levemente com desempenadeira. A cor envolve todo o volume e entra pela sala de jantar, que recebeu uma decoração linda, bem moderna, com o predomínio dos móveis e adornos brancos, que criam um contraste super interessante com a parede. O quadro branco, parece que foi feito especialmente para essa parede!O piso foi revestido com as mesmas placas cimentícias que revestem a fachada. A pouca variedade de materiais reforça a integração é uma característica típica das casas modernas, que pedem espaços com pouca informação visual.

A porta principal tem 4,50 x 2 m, e foi executada em estrutura metálica e vidro temperado serigrafado preto. Os ambientes recebem luz natural, que foi bem estudada pelo arquiteto. A sala de estar, e o corredor de circulação aos quartos, cuja fachada recebe muito sol, não receberam janelas, mas um domo disfarçado por uma moldura de gesso acartonado, que deixa a luz do sol passar, mas sem excesso.Um jardim interno, cercado por painéis de vidro, traz claridade para o banheiro. Nele, a bancada fica integrada ao quarto, enquanto a área de banho fica preservada. Outro jardim  fica na entrada da cozinha e permite que ela seja vista da sala de estar. Com visual minimalista, ele é composto apenas do bambu e do piso em pedriscos.

A sala de estar é o ambiente mais aconchegante da casa, com um sofá enooooooorme. Possui o piso e um das paredes revestidos em réguas de cumaru de 10cm de largura. A outra parede é revestida com as mesmas placas cimentícias usadas na fachada. Essa continuidade reforça a amplitude e a unidade dos espaços.

A integração entre a sala e o pátio externo é feita por meio de nove portas de alumínio, com 4,50 x 1 m cada uma. Os quartos, que também são voltados para o pátio, são fechados com amplas portas de cumaru, ao invés de paredes. A piscina é em formato de raia, com 16m de comprimento, e foi revestida com pastilhas de vidro preto, ficando mais disfarçada em meio a arquitetura da casa, com aspecto de espelho d’água. Apesar disso, ela é muito usada pelos netos e pela dona da casa, que nada nela diariamente. Ao fundo, parte do muro recebeu pintura preta, com a intenção de disfarçar a construção vizinha.

A churrasqueira, embutida na parede e executada internamente com chapas de aço inox, foi instalada dentro da sala de jantar, já que a idéia era integrar bem os ambientes. Ali ficam também o bar e uma bancada de silestone com pia, cooktop, adega e minigeladeira. A cozinha, não muito grande, é bem funcional. Uma ilha central de silestone recebe a pia e o fogão cooktop e na parede lateral  ficam os volumes grandes, como a geladeira e a torre do forno. As duas portas de correr, uma que abre para a sala e outra para a despensa, são em madeira cumaru.

A planta da casa é bem funcional, com espaços amplos e disposto de acordo com o sol, resultado em conforto térmico e luminoso nos ambientes, que são integrados e práticos.

Fotos: site Casa

* Aqui tem o perfil do arquiteto Guilherme Torres.

+ projetos de casas / + fachadas

Comente Aqui (10)
Comente Aqui

  1. Mariana
    05 de julho de 2010 às 09:20

    Que linda!

  2. virginia
    06 de julho de 2010 às 19:17

    Linda casa,apesar de moderna ,é bem aconchegante,contrariando as opinões que este tipo de construção é frio!

  3. jefferson menezes de lima
    17 de setembro de 2010 às 15:39

    simplismente demais

  4. 09 de julho de 2011 às 10:41

    casa belissima como um castelo parabens muito bom gosto que deus esteja dentro dela

  5. Carlos Brito
    08 de outubro de 2011 às 10:41

    Vocês saberiam dizer qual é o piso da fachada, eu acho que é uma pedra portuguesa de cor caramelo é isso? E no revestimento das paredes são utilizadas placas comentícias?

    • Cristina Campos
      09 de outubro de 2011 às 20:48

      Oi Carlos,
      O piso da área externa é a pedra portuguesa bege. Na parede clara é mesmo um cimentício. Não consegui identificar exatamente o modelo, mas tenho a impressão se ser o Etrusco da marca Solarium.
      Bjos,
      Cris

  6. Luis Márcio Pereira
    23 de Maio de 2012 às 20:29

    Olá, Cristina e Mariana
    É a primeira vez que entro neste blog e, ao olhar as fotos e dicas, não poderia deixar de comentar: parabéns pelo site! As fotos, dicas e texto estão impecáveis. Esta casa particularmente é fantástica.
    Sucesso!!!

    • Cristina Campos
      23 de Maio de 2012 às 21:11

      Oi Luis Márcio,
      Obrigada e seja bem vindo! Esperamos te ver sempre por aqui!
      Beijos,
      Cris

  7. Laricia
    08 de agosto de 2013 às 16:26

    ooi, estou fazendo um trabalho de arquitetura, e gostaria de saber em que site você pego as imagens, principalmente a planta. E parabéns pelo blog é lindo demais *-*

    • Mariana Lombardi
      08 de agosto de 2013 às 21:30

      Oi Laricia,
      As fotos são do site casa.com.br, procure por lá pra ver se tem mais alguma informação.Acho que no site do arquiteto também pode ter mais alguma coisa.
      bjos e boa sorte no trabalho!
      Mari