Arquivo para tipos de madeira - assim eu gosto: decoração e arquitetura
Madeira ripada
Postado Por - 27 de agosto de 2017

Madeira ripada é um caso de amor! ♥ Pode ser usada em todos os ambientes, sejam eles grandes ou pequenos, residenciais ou comerciais, internos ou externos (fachadas, portas e portões). É bonita, atemporal, permite vários desenhos e pode ser de diversas cores (depende do tom da madeira escolhida).

Para quem também ama madeira e quer um painel em casa, vale lembrar:

Tipos de madeira

A madeira natural é o material que garante o melhor resultado final para um painel ripado. As mais usadas são: Freijó, Cumaru e Imbuia. As madeira mais avermelhadas, como o Ipê e o Mogno, quase não são usadas hoje em dia.

Por serem de madeiras nobres, o custo de um painel ripado é alto. Sem considerar a mão de obra, que também deve ser qualificada para um bom resultado.

O painel ripado até pode ser feito de mdf laminado de madeira ou compensado naval, mas as quinas das ripas ficarão evidentes no acabamento. Funcionam, mas na minha opinião, não são os mais lindos.

Cuidado! Madeiras muito moles podem trabalhar e modificar o desenho do painel – quanto mais clara ela for, mais frágil.

Acabamentos

O acabamento mais atual para a madeira ripada é feito com selador fosco ou acetinado (com pouco brilho, no máximo 40%). Para ambientes externos, o ideal é usar verniz fosco ou acetinado.

Tamanho das ripas

Os desenhos do ripado podem variar bastante. O que os diferencia são a largura da ripa e a largura/profundidade do friso, conforme o desenho acima.

No painel 1: a largura da ripa é de 2cm + friso de 0,5cm + profundidade de 0,5cm. No painel 2: a largura da ripa é de 3,5cm + friso de 0,5cm + profundidade de 0,5cm. No painel 3: a largura da ripa é de 2cm + friso de 2cm + profundidade de 1cm.

Atualmente, essas são as proporções que mais vejo e detalho nos projetos. Claro que não é uma regra, apenas uma observação. Tanto que nas fotos abaixo, veremos painéis com medidas variadas.

Se a opção for com ripas bem finas, vale prestar atenção para a escolha da madeira, que deve ser mais “dura”. Senão o painel pode trabalhar!

Cuidado! A proporção das ripas tem que ser observada: frisos muito finos e profundos são complicados para limpar, especialmente em áreas externas, podendo acumular bichos.

Exemplos de painéis lindos!

Sala com painel ripado na parede em “L”, acho que é de madeira freijó. Adorei o piso de ladrilho hidráulico! Observem que onde tem painel não precisa ter rodapé. Projeto Triplex Arquitetura.

Sala de jantar com painel ripado + nicho de mármore travertino. Vejam que a madeira ripada foi usada para uniformizar/disfarçar paredes, portas e armários, tudo com o mesmo acabamento e formando um grande painel – amo esse recurso! Projeto Débora Roig.

Quarto com cabeceira de madeira ripada + iluminação embutida no gesso. Lindo! Esses dias fiz um post com várias cabeceiras de madeira – veja aqui.


Sala de espera com painel ripado + paredes de cimento queimado + piso de pedra natural. Vejam como ficou interessante o quadro pendurado sobre o painel! Projeto Renata Dutra.

Escritório corporativo com painel ripado de madeira escura + iluminação direcionada (destacando o desenho da madeira) + piso e balcão de madeira.

Que tal a madeira ripada no teto? Uaaau!!! Casa linda e moderna, com teto de madeira + piso de mármore e detalhes de cimento queimado. Projeto Studio MK27  (Márcio Kogan e Renata Furlanetto). Fotografia Fernando Guerra.

 





Tacos de madeira
Postado Por - 12 de setembro de 2014

Os tacos de madeira foram o principal revestimento de piso nas décadas de 50 e 60. Hoje em dia, eles não só continuam em alta, como receberam imitações em diversos materiais. As razões desse sucesso são várias: além de lindos, são nobres, confortáveis, versáteis e resistentes.

Quem mora em Brasília pode até não concordar comigo, já que aqui temos um longo período de seca e a madeira empena, contrai, perde a forma e os tacos acabam se soltando… Ainda assim, como os tacos são o piso original da época da construção da cidade, sempre acho que vale a pena avaliar a opção de recuperá-los. Afinal, é um material nobre e o custo da renovação é bem mais baixo que o de colocar um piso de madeira novo. Vou falar sobre isso daqui a pouco, mas sim, eles são recuperáveis, podem ser lixados até 3 vezes  e essa é uma das grandes vantagens em relação aos materiais que imitam sua estética.

especies-de-madeira-para-taco

Os tacos são feitos em madeira maciça e instalados um a um com cola de poliuretano sobre o contrapiso. As opções de madeira são várias, cada uma com suas características físicas e estéticas.

A medida mais comum é 7 x 21cm, mas o mercado oferece inúmeras opções: 10 x 21cm,  7 x 42cm, 19 x 50cm, 19 x 70cm… todas com 2cm de espessura.

tipos-de-paginação-para-taco

Outro diferencial são as possibilidades de paginação que esse material oferece, resultando em desenhos gráficos super interessantes.

RECUPERAÇÃO

A madeira é um material macio e sofre com os esforços de uso, podendo lascar, arranhar, trincar, soltar e perder o brilho.  Mas, como eu disse, uma das maiores vantagens dos tacos de madeira é o fato de serem recuperáveis. Além de renovados eles podem ser tingidos ou clareados.

O serviço de recuperação consiste em: colar os tacos que porventura estejam soltos; lixar a madeira até nivelar; passar uma massa acrílica para preencher os rejuntes; aplicar o acabamento, que pode ser uma resina à base d’água ou um verniz fosco, semi-fosco ou brilhante.

A resina á base d’água tem uma grande vantagem: depois de aplicada pela primeira vez não é necessário lixar novamente, e a reaplicação só é necessária a cada 10 anos. Entre as opções de verniz, o acabamento fosco é o mais durável e atual.

Nem sempre a recuperação de um piso antigo é possível porque cada raspagem consome de 2 a 3 mm e o taco original, de madeira maciça) tem 2cm de espessura. Em geral ele aguenta até 3 processos de raspagem. Vale lembrar que os pisos que reproduzem a estética da madeira (como os estruturados e laminados) não suportam raspagens.

MANUTENÇÃO

Um piso de madeira bem conservado adia a necessidade de recuperação. Para isso, alguns cuidados devem ser tomados:

– A limpeza deve ser feita com  vassoura de pelo e pano levemente úmido;

– Os uso esporádico de produtos especiais para madeira ajudam a manter o brilho original;

– Os tacos não devem receber vernizes e ceras de nenhum tipo sobre o acabamento escolhido, com o tempo elas formam uma camada espessa e mancham;

– O contato com a água pode danificar a madeira, melhor evitar e secar imediatamente;

– Também é bom evitar o uso de saltos finos sobre os pisos de taco, eles marcam as madeiras mais macias;

– Usar um acabamento de feltro sob os pés dos móveis evita os riscos e arranhões;

– O contato frequente com os raios solares deformam e  alteram a cor da madeira e devem ser bloqueados ou filtrados nos horários de sol mais forte.

COMO E ONDE USAR

Os tacos de madeira podem ficam bem em qualquer estilo de ambiente, dos mais clássicos aos mais modernos, confira nas fotos!

piso de madeira

Adoro essa paginação tipo espinha de peixe, ainda mais com tacos grandes. A madeira aqui aqui aqueceu esse ambiente que tem características mais modernas, como as vigas de concreto aparente. Projeto Paula Magnani.

piso de madeira

Adorei esse salão de restaurante! A paginação do piso é tipo dama, mas com tabeiras formando quadrados maiores. Bem bonito! Projeto Fred Adejar.

taco de madeira

Parede de pedra + piso de madeira formam uma linda combinação. Essa é a paginação mais comum aqui em Brasília, escama de peixe. Projeto Pedro Lázaro.

piso de madeira

Que lindo esse piso com tacos grandes e paginação tipo dama… a cor da madeira também é linda, acho que é peroba. Via Casa Vogue.

parquê-madeira

Dois ambientes diferentes, mas com pisos praticamente iguais. Via Casa Cláudia / Projeto Super Limão via Casa Vogue.

tacos-escama-de-peixe

Sala com madeira na parede + madeira no piso, mais uma vez aparecem tacos grandes com paginação tipo espinha de peixe. Amei! Roberto Negrete.

taco-de-madeira

Interessante essa sala onde a separação de ambientes está marcada apenas no piso. Projeto Apoena Amaral.

piso madeira

Concreto aparente + piso de madeira, combinação super atual e com pegada industrial. Projeto Marina Acayaba e Juan Pablo Rosenberg.

taco-sinteco

De novo a combinação de concreto aparente + piso de madeira. A madeira aqui conferiu aconchego ao ambiente moderno e masculino. Projeto Diogo Oliva.

piso-taco-paginação

Fiquei apaixonada por esse piso… parece madeira de demolição com a paginação tipo espinha de peixe. Projeto Sandro Jasnievez. Foto Eduardo Liotti.

Fontes: Arquitetura e Construção, Indusparquet, ParquetSP.

+ materiais e revestimentos






Diariamente, recebemos vários comentários e emails pedindo dicas ou soluções para algum detalhe específico. Tentamos responder à maioria, mas é impossível atender a todos imediatamente. Então, se você deixou algum recadinho por aqui, ele será respondido ou um post será feito pra deixar tudo bem explicado!