Arquivo para pastilhas - assim eu gosto: decoração e arquitetura
Piscinas (2)
Postado Por - 01 de fevereiro de 2013

—–> continuação de Piscinas 1

Mais uma série de fotos com piscinas lindas, para todos os gostos! Lembrando que o post anterior tem dicas bem explicadas para tirar todas as dúvidas. Inspire-se!

pisc-3

assim eu gosto piscinasPiscina de pastilha azul escura + fundo de pastilha azul claro + prainha com cadeiras para sol + borda de cimentício. Projeto Gisela Pupo e Paulo Gaspar.

pisicna de pastilha mesclada

Piscina de pastilha mesclada em tons de azul (linha creare da Ville Rosa) + borda de cimentício com grelha embutida. Projeto Esther Giobbi.

piscina em LPiscina de pastilha azul claro + prainha de pastilha azul escuro + borda inclinada (acho que é de granito levigado). Projeto Elaine Ramos.

piscina com spa

Piscina de pastilha azul com com degrau interno + hidromassagem + borda de mármore travertino.

PROJETO BERNARDES E JACOBSEN 2

casa de praia com piscina

Casa maravilhosa com piscina de pastilha azul escuro + borda infinita  + deck de madeira. Projeto Bernardes e Jacobsen.

piscina com deck de madeira

Piscina de pastilha + deck de madeira (Extradeck) + borda clarinha.

piscina com deck de madeira

Piscina de pastilha azul escuro + deck de madeira. Projeto Marta Sá Oliveira.

piscina ana maria vieira santos

Piscina de pastilha + piso de mármore levigado + passarelas de madeira. Projeto Ana Marian Vieira Santos.

fachada de casa com piscina

projetos de Gui Paoliello e Gui Mattos

Casa linda e toda aberta, com piscina integrada + piso clarinho + deck de madeira. Projetos de Gui Paoliello e Gui Mattos, foto Leonardo Finoti.

piscina maravilhosa

piscina com borda tipo praia

Piscina de pastilha com degraus e prainha + borda tipo praia de cimentício + piso de cimentícios + deck de madeira. Projeto Selma Tammaro.

piscina com cascata

Piscina de pastilha (linha cristal da ArtVitro) + borda infinita. Observem como fica bonito o contraste da casa toda branca com a cor da piscina. Projeto Selma Tammaro.

piscina cor clara

Piscina clarinha + borda de mármore branco + grama. Adorei as portas de madeira da área de lazer que se abrem para a piscina! Projeto Rodrigo Fagá.

piscina integrada

Mais uma piscina integrada com a área de lazer, com borda de madeira + pastilhas claras.

projetos de piscinas

Piscina de pastilha (linha cristal da ArtVitro) + borda infinita. Observem como fica bonito o contraste da casa toda branca com a cor da piscina. Projeto Selma Tammaro.

piscinas de casas

Piscina de pastilha (linha cristal da ArtVitro) + borda tipo praia + piso clarinho. Projeto Selma Tammaro.

piscina Guilherme Torres

Piscina com pastilhas verdes + piso clarinho. Projeto Guilherme Torres.

pisc-2

piscina Adriana Bijarra Cuoco

Piscina de pastilha + borda com degrau interno (acho que revestidos de cimentício) + jardim + deck de madeira. Que área de lazer mais linda, amei! Projeto Adriana Bijarra Cuoco.

casa em brasilia

projeto almir filho

Casa com piscina integrada de pastilha + hidromassagem + borda de granito apicoado + piso de cerâmica tipo madeira. Via: site Almir Filho.

piscina semi circulo

piscina redonda

Piscina com formato de semicirculo + degraus internos + borda de pedra + piso de mármore. Projeto Erick Figueira.

piscina tipo feijao

Piscina de pastilha azul escuro + borda tipo praia com grelha embutida + grama. Que paisagem! ♥ Projeto Miguel Pinto Guimarães.

piscina de pastilha

Piscina de condomínio com desenho arredondado + pastilhas de dois tons de azul + prainha com cadeiras para sol +deck de madeira.

ideias para a area externa

Piscina enorme de pastilhas azuis claras + hidromassagem + borda clarinha + piso de pedra de um dos lados e deck de madeira do outro.

piscina redonda

Piscina super diferente com vários degraus internos e totalmente integradas à casa.

piscina de chacara

piscina curva

Piscina grande de pastilha + borda de pedra + jardim lindo! Projeto Carla Pimentel e Marina Pimentel.

piscina com coqueiro

Piscina de pastilha mesclada + borda arredondada de cimentício + piso de cimentício + coqueiro!

 

Sei que o post está gigante, mas acho mais interessante para a hora de pesquisar, já fica tudo junto! Vocês também preferem assim?

CONTINUA AQUI

Veja também: Piso para a área externa





Área de serviço
Postado Por - 27 de fevereiro de 2012

Numa reforma grande as áreas de serviço ficam meio esquecidas e nunca são prioridade. Mas esses ambientes devem ser bem planejados, porque precisam ser extremamente funcionais, principalmente quando o espaço é pequeno… E não é por isso que eles precisam ser feios ou sem graça. Às vezes, pequenos detalhes fazem diferença e tornam esse espaço de trabalho bem mais agradáveis, quer ver?

É importante ter pelo menos uma bancada na área, pra servir de apoio na hora de dobrar e separar as roupas. Na primeira foto, o espaço é grande e a bancada é enorme. Ela recebeu tanques de inox embutidos. / Na segunda foto o espaço é reduzido, mas ela foi colocada sobre a máquina (que abre na frente) e o armário. O tanque de apoio da Deca é um charme!

A bancada central de madeira formou uma faixa que passa pelo teto e receb iluminação indireta. Além de decorar ela serve de apoio e pode até ser usada para refeições. Adorei o cantinho de costura!

Outra bancada central. Dessa vez, como é de granito, pode substituir a tábua de passar. O tanque também é embutido, mas dessa vez é de louça.

Bons armários também são essenciais para a funcionalidade. Eles deve planejados para guardar todos os itens, como produtos de limpeza, vassouras, panos… Também devem ser pensados para as roupas, e nesse caso é legal ter uma lugar para guardar as que ainda serão lavadas e as que aguardam para ser passadas. Também é muito bom ter um cabideiro pra pendurar as roupas à medida que são passadas. Na primeira foto, a opção foi organizar o espaço com uma estante aberta, que funciona quando bem organizada. / Na segunda foto, armários coloridos ainda ajudam a decorar.

Aqui as áreas foram divididas de acordo com a função. Ao fundo fica a lavanderia no primeiro plano fica a área de passar roupa. A bancada é fixa e sobre ela foi colocado o cabideiro para as roupas passadas, bem funcional e prático.

Essa área é o sonho de todo mundo: espaçosa, com uma boa bancada e muitos armários, com espaço pra tudo! O acabamento de madeira decora de forma aconchegante.

Pra quebrar a monotonia, diferenciar uma parede é uma boa idéia. Nessa foto, uma opção barata: azulejos coloridos formando listras que vão do piso ao teto. O restante é todo branco, mas os cestos coloridos organizam e colorem. Adorei!

Revestir a parede com pedra ou madeira dá um super efeito, mas só funciona em ambientes bem ventilados.

As pastilhas também funcionam bem pra valorizar as paredes, e cores fortes sempre caem bem. Tenho dúvidas quanto ao uso no piso, acho que guardam sujeira e soltam com facilidade. Alguém tem alguma experiência assim pra contar pra gente?

Bem charmosa essa área com as paredes do fundo revestidas com pastilha verde escuro.

Veja também: cozinhas





Banheiros de bebê
Postado Por - 17 de abril de 2011

Com a chegada do bebê não é só o quartinho que precisa ser preparado. O banheiro também é um espaço muito importante e deve ser adaptado forma confortável e funcional. Quem tem espaço pode reservar um banheiro só para o bebê e caprichar na decoração. Dá pra colocar uma banheirinha fixa, um trocador na bancada, tudo bem prático! Mas algumas ideias podem ser aproveitadas mesmo quando só houver um banheiro na casa. Como a situação da banheira é transitória, e obras em banheiros são sempre complicadas, o ideal é projetar o espaço de uma forma flexível e adaptável, nada que precise de muita obra para voltar ao normal quando o bebê crescer.

Esse banheiro foi projetado por Karine Queiroz para a Casa Cor Rio Grande do Sul. O charme ficou por conta do mini ofurô no lugar da banheirinha tradicional. Um nicho na parede permite ter os produtinhos sempre à mão e um trocador na bancada é super importante para vestir o bebê ainda no banheiro, sem mudança de temperatura. Como a proposta é a de um banheiro exclusivo para o bebê, a decoração foi feita pra ele, com cores alegres e detalhes como um móbile e outros enfeites. Mas a base é neutra e facilmente adaptável para quando o bebê crescer, sem grandes obras.

Aqui o layout do banheiro foi mantido, mas dentro do box foi feito um móvel para apoio da banheira. Quando o bebê crescer, é só tirar o móvel. A vantagem é que não precisa de uma instalação especial para a banheira, dá pra colocar um chuveirinho para encher a banheira com mais facilidade. Na hora de esvaziar também fica fácil, já que a água vai cair lá dentro e correr direto pro ralo. Essa ideia também funciona com as banheiras de pé tradicionais. Quando o espaço do box é pequeno, aconselhamos a retirar o blindex para facilitar a movimentação da mamãe (como na próxima foto). Aqui a base é branquinha, mas as pastilhas azuis dão um toque mais infantil.  Foto: Decora Baby.

Essa ideia é parecida com a anterior, mas sem o blindex, já que o espaço é pequeno. Só é preciso ter cuidado para não molhar muito o móvel, que nesse caso é de mdf. A base do banheiro é bem neutra, mas os nichos ao lado do box permitem colocar alguns enfeites e brinquedinhos. Projeto: Teresa Simões.

Esse banheiro foi projetado por Fernanda Matos e Carolina Mendonça para a mostra Morar Mais Rio 2007. Adorei o móvel para a banheirinha com o trocador ao lado, bem funcional, parecido com o que mostramos aqui. Ele ainda tem espaço para guardar toalha e outros itens que precisam estar a mão. Depois dá pra tirar o móvel e transformar esse canto em box, já tem até a instalação. As pastilhas coloridas formando listras ficaram alegres sem pesar.

Uma graça esse banheirinho, bem romântico com banheirinha no estilo vitoriano, espelho veneziano, pendente de cristal e papel de parede.  A bancada é bem ampla e permite colocar ali o trocador. Em baixo, uma gaveta deixar as fraldas bem à mão. Aqui foi colocado um vaso infantil, bem confortável para o uso de uma criança até 6 anos de idade. Depois basta uma pequena adaptação nas instalações para colocar um vaso em tamanho normal. Projeto: Lenita Nemer.

Veja também: outro banheiro de um quarto de bebê

+ Quartos de Bebê





Piscinas 1
Postado Por - 29 de novembro de 2010

Cada vez mais acessível, ter uma piscina em casa deixou de ser um sonho distante. Existem muitas opções prontas (de fibra de vidro) disponíveis no mercado e também vários tipos de acabamentos para quem quer construir. Antes de começar uma obra, avalie não só o custo da construção, mas também a manutenção. Pouco adianta ter uma piscina em casa, se ela não estiver sempre limpa e com a água tratada.

Localização – O melhor lugar para construir a sua piscina é no lado Poente do terreno, ou seja, onde o sol se põe. Caso você não tenha essa opção, escolha ao menos um local onde o sol bate por mais tempo no período da tarde. Assim, a casa não faz sombra na água e todo mundo vai poder usufruir muitão sem passar aquele friozinho que dá quando o sol vai sumindo…

Tamanho – A proporção é fundamental. Se você não tem espaço sobrando, não exagere no tamanho da piscina para não perder a área de lazer do seu terreno. Em casos de pouco espaço, opte por um spa com hidromassagem ou banheiras tipo Jacuzzi.

Piscinas-Pequenas

Casa com piscina pequena com hidromassagem

Formato – Na área escolhida, o formato deve ser proporcional ao tamanho do terreno e ao espaço disponível. Podem ter diversos desenhos, com formas retas ou orgânicas. Atualmente, a piscina tipo raia também conquista muitos adeptos por não ocupar muito espaço e servir para a prática da natação.

Podem ser: retas (irregular, quadrada, retangular, raia) ou orgânicas ( irregular, redonda, oval, feijão).

Estrutura – Uma empresa especializada ou um Engenheiro são os mais indicados para ajudar na definição do tipo de estrutura. Deve-se considerar o tipo de solo e as condições do terreno, evitando futuros problemas. As de concreto são as mais caras, mas também as mais seguras com relação às infiltrações.

Podem ser: concreto, concreto + vergalhões de ferro, concreto apoiado em pilares, argamassa + ferro, alvenaria estrutural.

Impermeabilização – Cuide para que durante a obra seja feita uma boa impermeabilização. Para evitar infiltrações, uma estrutura bem feita já é um bom ponto de partida.

Profundidade – Antigamente, eram comuns piscinas grandes e beeem profundas. Hoje, a profundidade diminuiu deixando-as mais confortáveis para o uso e também mais econômicas. A natureza agradece! #sustentável

* Lembre-se: a água fica uns 10cm abaixo da borda.

Piscina convencional (150cm) – É a mais tradicional, a água fica no pescoço. É usada para nadar, mas para “pular de ponta” deve ter 180cm.

Piscina familiar (120cm) – É uma piscina para ficar conversando, curtindo a família e os amigos. Considero a profundidade prática e uma das que mais gosto. O nome fui eu que inventei! kkkk

Piscina infantil (90cm) – É a profundidade tradicional para crianças.

Prainha (50cm) – Serve para adultos e crianças, é aquele degrau que dá para sentar e ficar conversando. Lembram da piscina do Big Brother? Pois é, já tive clientes que me pediram com esse nome!

Lava-pés (30cm) – É a profundidade que também serve para colocar as cadeiras de tomar sol, fica uma delícia!

* Essas são apenas sugestões de profundidade, não existe uma regra específica.  É claro que você não precisa ter todas elas numa piscina só, veja a que mais de adequa ao seu uso e seu gosto.

Revestimentos – São muitas opções e aqui o custo pode definir a escolha. As pastilhas de vidro são as mais bonitas e também as mais caras, mas quanto menor o tamanho, maiores as chances de descolar, por isso a mão de obra deve ser de qualidade.  Minha escolha pessoal é a pastilha cerâmica, mais barata e também muito bonita.

Podem ser: cerâmica, azulejo, pastilhas cerâmicas (Atlas, Jatobá), pastilha de vidro (Vidrotil, Colormix), vinil.

Cores – A cor azul é a mais usada, variando de claro a escuro. Observo uma tendência com piscinas de uma cor só em tons mais escuros, que eu gosto muito! Vi também algumas piscinas esverdeadas, mas acho que combinam num contexto mais natural, em lugares inseridos na mata…

Piscina Hotel Unique

A piscina vermelha do Hotel Unique, em São Paulo, fica na cobertura do edifício e é conhecida pela sua origialidade. Projeto Rui Othake.

Bordas e pisos – O mais adequado é que a borda e o piso ao redor da piscina sejam antiderrapantes, como as pedras naturais, os cimentícios e os porcelanatos antiderrapantes.

As pedras naturais – granito, mármore, quartzo, pedra goiás – são mais acessíveis e muito utilizadas, mas esquentam ao sol e precisam ser apicoadas ou boleadas (acabamentos para arredondar as quinas). Podem ser: granito apicoado (cores claras) , mármore Travertino Romano Bruto ou Bege Bahia Bruto, mármore Branco Especial jateado, pedra São Tomé.

Os cimentícios – Solarium, Castelatto – são materiais mais modernos, possuem alta resistência, são atérmicos (não esquentam ao sol), têm várias opções de cores (para locais expostos ao sol, prefira as cores claras, como o areia e o bege) e de curvas para bordas de piscinas (a borda em formato de peito de pombo impede que a água transbordada volte para dentro da piscina). Ainda recebem um tratamento antifúngico e contra aformação de limo. Eu recomendo!

A madeira – ipê, maçaranduba – é muito usada para piso de deques. Deve ser tratada e exige manutenção constante, mas o efeito é lindo e vale o sacrifício!

* Bordas muito usadas ultimamante:  borda infinita, prainha (borda inclinada) e degraus submersos.

Iluminação – Um bom recurso para deixar a sua piscina ainda mais bonita é uma iluminação planejada, com pontos de led azul espalhados no seu interior. O planejamento deve ser feito ainda na fase de obra, depois só se a iluminação vier de fora.

piscina com iluminacao de led
Piscina tipo raia com iluminação embutida nas laterais. Projeto Márcio Kogan.

Aquecimento – Não adianta uma super piscina, um trabalhão para mantê-la limpa e ninguém para usá-la… Aquecer pode ser a solução! Os aquecedores prolongam o uso da piscina durante todo o ano, a qualquer hora e em qualquer estação.

Paisagismo – A mistura de água e verde é sempre uma delícia! Um paisagista é capaz de transformar a região envolta da piscina num lugar ainda mais completo e gostoso. Não é aconselhável construir a piscina em locais que possuam pinheiros, eucaliptos e árvores frutíferas (elas soltam folhas com frequência).

pisc-3

Piscina grande em pastilha azul escura com raias marcadas no fundo + borda e piso em mármore claro antiderrapante. Achei interessante o detalhe da escada que desce para a sauna com guarda corpo de vidro.

O mesmo piso cimentício foi usado na borda da piscina que é inclinada, tipo praia. Adoro este efeito!

Piscina em pastilha cerâmica azul escura + prainha mais clara + borda inclinada com grelha coberta por seixos brancos. Aqui também tem uma hidromassagem com borda de madeira.

Piscina com borda infinita e piso + borda + grelha em cimentício clarinho. Projeto Affonso Risi.

Piscina na beira da praia em pastilha de vidro azul escura (Glass Mozaik azul) com bordas altas revestidas no mesmo material. O deck de madeira ocupa quase todas as laterais, no resto é grama. Projeto João Armentanno.

Piscina em pastilha cerâmica + prainha + vários degraus internos.

Piscina pequena + prainha + degraus internos. A borda e o piso são em mármore claro apicoado. Projeto Tânia Camara e Eduardo Pagotto.

Piscina super bonita toda em pastilha de vidro com bordas em mármore branco e deck de madeira.  Olha o lava-pés com espaço para as espreguiçadeiras, adorei! Projeto Sidney Quintela.

Piscina tipo raia

Piscina coberta, revestida em pastilha azul clara e com iluminação embutida.

Piscina revestida em pastilha de vidro azul escura e borda em mármore claro. Projeto de Luciano Graber.

Piscina  grande + hidromassagem com bordas inclinadas em mármore Bege Bahia bruto, o mesmo usado no piso.

Piscina revestida em pastilhas de vidro azuis, com borda infinita + prainha + spa de hidromassagem. Borda em mármore apicoado. Projeto Selma Tammaro.

Piscina grande com borda infinita e degraus com 3 tons de pastilha. A natureza está integrada ao projeto trazendo leveza. Projeto Benedito Abbud.

Piscina revestida em pastilha cerâmica, com vários degraus e paisagismo integrado. A borda possui uma grelha bem fininha para facilitar o escoamento da água.

Piscina que se confunde com a mata. Tem borda infinita e foi revestida com com pastilhas verdes. Projeto Ricardo Ferri.

# Dica! O melhor momento para construir uma piscina é na estação do frio, por conta dos preços e dos prazos. Organize-se!!!

Fonte de pesquisa: Casa Cláudia Julho 2010 / Arquitetura e Construção (várias) / site casa

CONTINUA AQUI





Painéis com pastilhas de vidro
Postado Por - 27 de julho de 2010

As pastilhas de vidro, devido às suas dimensões e imensa variedade de cores, permitem infinitas possibilidades. Aqui estão apenas alguns exemplos de lindos painéis feitos com esse material (tipo um mosaico), formando diferentes desenhos que valorizam ainda mais as paredes qualquer ambiente da casa.

Via: Trendir.

Veja também: + materiais e revestimentos






Diariamente, recebemos vários comentários e emails pedindo dicas ou soluções para algum detalhe específico. Tentamos responder à maioria, mas é impossível atender a todos imediatamente. Então, se você deixou algum recadinho por aqui, ele será respondido ou um post será feito pra deixar tudo bem explicado!