Arquivo para Florianopolis - assim eu gosto: decoração e arquitetura
Cobertura em Florianópolis
Postado Por - 18 de dezembro de 2010

Apartamento na Praia Brava, em Florianópolis, esta cobertura reflete o estilo de vida de seus moradores, jovens e dinâmicos, queriam uma casa alegre e aconchegante, para reunir os amigos e a família com conforto e praticidade.

Os acabamentos são em tons sóbrios e naturais, apenas com pontos de cores vibrantes. Destaque para o forro inclinado que deixou o pé direito maior e deu um ar despojado ao local.

Os ambientes são totalmente integrados e a sala é uma área completa de convivência. Churrasqueira, bancada gourmet, home theater e jantar também dividem o mesmo território. O sofá e os pufes de sarja são confortáveis e práticos.

O forro inclinado em madeira aparente tem pintura branca e iluminação indireta. Vários abajures garantem mais luz ao ambiente. As poltronas vermelhas contrastam com as cores clarinhas, gostei!

O piso em lminado de madeira deixa o apartamento mais aconchegante. Na cozinha gourmet, o armário também é de madeira e ocupa toda a extensão da parede. Na enorme bancada ficam a área de preparo com cooktop e a mesa com banquetas.

Destaque para o porta pratos localizado sobre a pia, facilitando a organização e o acesso dos convidados.

A cozinha tem parede e mesa na cor turquesa e piso em porcelanato claro. No armário em madeira ficam os eletrodomésticos.

Projeto Tais Marchetti Bonetti e Giovani Bonetti. / Via: revista Casa Mix..

+ projetos de apartamentos





Casa em Floripa
Postado Por - 10 de julho de 2010

Essa casa em Santo Antônio de Lisboa – Florianópolis, é um belo exemplo de arquitetura sustentável. O projeto do arquiteto Paulo Cezar Gobbi foi baseado no reaproveitamento de recursos naturais, como uso de madeira de reflorestamento, coleta de água da chuva, tratamento de esgoto com zona de raízes, aquecimento de água com painéis solares e utilização de vidro nas fachadas favoráveis para a iluminação natural. Isso tudo sem deixar de pensar na estética, resultando nessa casa linda, confortável e sofisticada, que mistura o rústico ao contemporâneo e não agride o meio ambiente.

O local da implantação da casa no terreno foi escolhido a dedo: uma clareira no meio da floresta, evitando o desmatamento da vegetação original presente na maior parte do lote e que é um dos grandes atrativos da residência. A orientação do sol e dos ventos também foi estudada para que a casa fosse bem iluminada e ventilada naturalmente, por meio de grandes paínéis de vidro.

A estrutura da casa é em madeira autoclavada com grandes painéis de vidro nas fachadas propícias. Assim, ambientes internos e externos são perfeitamente integrados, valorizando a vista para a natureza exuberante da região, trazendo-a pra dentro de casa. Para isso, o paisagismo também teve um importante papel, sendo o mais natural possível, com uma variedade de plantas ornamentais dispostas de forma a valorizar a arquitetura e integrá-la ao meio em que a mesma se insere.

Os quartos, voltados para uma fachada com maior insolação, receberam a proteção de varandas cobertas com pergolados de madeira.

As escadas em caracol foram dispostas do lado de fora da casa, tornando-se elementos esculturais no conjunto das fachadas. Uma delas foi cercada por um fechamento em vidro curvo, que protege da chuva ao mesmo tempo em que permite a iluminação natural. Dentro da sala de estar aflora uma rocha existente no terreno, que foi valorizada pelo jardim interno em volta dela.

No hall, que fica no segundo pavimento, foi colocado um piso de vidro, mostrando o jardim do térreo. A porta de entrada é linda, de madeira de demolição decorada com grades trabalhadas.

Pensando em promover o convívio familiar, as área comuns são amplas e integradas. Assim, sala de estar, jantar e TV, além da cozinha e churrasqueira, ocupam o mesmo ambiente, de pé-direito duplo, que ainda se integra com a varanda e piscina, voltadas para a linda vista do norte da ilha.Todos os materiais foram criteriosamente pensados de forma  a agredir o mínimo possível o meio ambiente. Além da madeira autoclavada da estrutura, a madeira de demolição foi amplamente usada em bancadas e painéis. O forro é em pinus autoclavado e o piso em cimento queimado em algumas áreas e ladrilhos hidráulicos na área de estar.

Fotos: site do arquiteto.

Para ser usada nas construções, a madeira deve ser protegida contra o apodrecimento, cupim e outros agentes biológicos de deterioração, ampliando assim seu tempo de vida útil. O tratamento consiste na troca da seiva (madeira verde) por soluções de elementos preservantes. A autoclavagem é um moderno processo industrial de tratamento de madeira, que incorpora tecnologia desenvolvida nos campos da mecânica e da química. Antes de ser submetida ao tratamento por autoclavagem, a madeira passa por um período de secagem natural de aproximadamente 3 meses, até apresentar um grau de umidade compatível. A madeira é introduzida em um cilindro que suporta pressão – a autoclave – onde recebe a injeção de produtos químicos à pressões superiores à atmosférica.

Fonte: wikipédia .

+ projetos de casas / + fachadas





Casa Cor Santa Catarina 2010
Postado Por - 24 de abril de 2010

A primeira mostra CASA COR desse ano está acontecendo em Florianópolis, a Casa Cor Santa Catarina, que segue até 27 de abril no Centro Integrado de Cultura de Florianópolis. A mostra desse ano vem com o tema ” Sua casa, sua vida, mais sustentável e feliz” e traz como destaques a valorização da cultura regional e a utilização de materiais recicláveis na composição de diversos espaços.

Living, Jantar e Cozinha, projeto Lupatini Lima Ramos Arquitetos Associados. Gostei muito da estante, da parede trabalhada ao lado da mesa e da porta com frisos circulares em baixo relevo. Um dos ambientes mais bonitos da mostra!

Living, projeto Anna Maya e Anderson Schussler. Decoração com base contemporânea e pinceladas clássica.

Home Theater, projeto Luciana Blagits e Paulo Rosenstock. Ambiente moderno e aconchegante, adorei o gigantesco sofá de 7 metros com almofadas turquesa e a estante/painel toda em madeira.

Biblioteca, projeto Lúcia Horta e Marcelo Schroeder. Destaque para a estante branca com iluminação – desenho simples com objetos bonitos e bem arrumados – e para a luminária de pé ao lado do sofá!

Quarto da Mamãe, projeto Vanessa Faller e Maíra Queiroz. A renda de bilro foi a inspiração para o painel que envolve toda a cama. O artesanato local foi valorizado pelo painel em patchwork, feito com retalhos de tecidos.

Quarto do bebê, projeto João Aumond e Luiza Carla Galitzkia.  Quartinho no estilo provença aliado ao uso da tecnologia com o uso da cromoterapia presente no painel em  madeira de demolição. Olha que gostoso ficou o deck com futon e almofadas!

Quarto do menino, projeto Nazle Tuffi e Layla Rochelly. Inspirado no universo da Fórmula 1, tem armário em forma de bomba de gasolina e mesinha lateral de pneus.

Empório de Queijos e Vinhos, projeto Felipe Chang, Karina Trindade e Luciana Beck. O teto traz um diferencial pelo uso de placas de madeira que faz alusão de um porão.

Sala da Imprensa, projeto Silvana Margarim e Rafael Caramori. O ponto de partida do projeto foram as obras modernas do arquiteto e urbanista Lúcio Costa, destaque para o painel de metal iluminado, os pendentes em conjunto no teto preto e as listras desiguais na cor laranja. Para mim, um dos ambientes de destaque da mostra, pois geralmente a sala de imprensa não é um espaço muito visado e esse projeto surpreendeu!

Via Revista Lush e Casa Cor.






Diariamente, recebemos vários comentários e emails pedindo dicas ou soluções para algum detalhe específico. Tentamos responder à maioria, mas é impossível atender a todos imediatamente. Então, se você deixou algum recadinho por aqui, ele será respondido ou um post será feito pra deixar tudo bem explicado!