Arquivo para dicas de ny - assim eu gosto: decoração e arquitetura
Dicas de NY
Postado Por - 26 de maio de 2011

** diário de viagem **


Inesquecível, essa é a melhor definição para esta viagem. Foram 16 amigas de infância realizando um sonho muito antigo: viajar juntas pra NY, sem namorados, maridos, filhos… apenas a mulherada celebrando a amizade!

Foi tudo perfeito, poucos imprevistos e nenhum grande problema. Considerando que o grupo era grande e heterogêneo, vou dar algumas dicas de New York  que, na verdade, são um resumo do que mais (ou menos) gostamos.

*Planejamos com 6 meses de antecedência, assim a maioria conseguiu tirar as passagens com milhas, as primeiras por 40 mil e depois por 60mil. Quem comprou pagou uns R$ 2400,00.

*Fomos num vôo diurno da Tam que sai de SP as 8 da manhã, mas para chegar a tempo, saímos de Brasília muito cedo e passamos o resto do dia cansadas. Além disso, a quantidade de comida servida foi mínima e ruim, passamos fome! Quando chegamos, a surpresa: 7 das 18 malas não apareceram! Passamos 1 dia sem nenhuma ajuda de custo e pouca informação, mas as malas foram entregues sem problemas no hotel.

*Ficamos hospedadas no Flatotel, a diária em quarto quádruplo saiu por U$82 pra cada. É bem localizado, perto da Time Square, da 5ª avenida e do Central Park. Dele íamos andando pra tudo. O pessoal da recepção merece destaque, são super educados e atenciosos. Tem café da manhã incluso, mas em 3 dias ninguém agüentava mais pois a variedade é pequena. Aí descobrimos o Cafe Duke (na frente) que nos salvava também nos lanches rápidos. (Mais dicas de hotéis em Ny aqui)

*Fechamos os grandes traslados com o Cloer, um brasileiro que mora por lá há 15 anos e tem uma empresa de vans. Super recomendo os seus serviços, ele até colocou a música “New York, New York…” quando chegamos em Manhatan, emocionante! Do aeroporto JFK até o hotel saiu por U$25. Ele também nos levou ao outlet por U$50 ida e volta.

*O melhor investimento da viagem: cada uma alugou (ou já tinha) um rádio da Nextel. Assim todas tinham liberdade e independência para fazer ou ir pra onde preferia. Funcionou super bem, mesmo quem nunca tinha usado aprendeu rapidinho e o rádio foi um sucesso! Pagamos antecipado R$ 16 por dia.

*Lembre-se: maio é baixa temporada, então os custos ficam mais baixos, mas chove muito! Compramos uma galocha e resolvemos o problema! kkkk

*Assisitir uma peça da Brodway é obrigatório! O Fantasma da Ópera é o clássico, mas como várias já tinham assisitido escolhemos o Rei Leão e amamos! Compramos antecipado pelo Ticket Master para garantir todas na mesma fileira, pra quem quiser arriscar pra comprar por lá indico o TKTS que fica perto do Pier 17, lá as filas são bem menores que o da Time Square e você encontra ingressos por até 70% off. Algumas assistiram Mary Poppins e disseram que foi até mais bonito que o Rei Leão, tem muita dançca e os cenário são incríveis. #ficaadica

*Fizemos um city tour da Gray Line que mesmo pra quem já conhece a cidade vale a pena, pois passa pelos principais pontos turísticos e dá para descer e depois pegar o próximo ônibus, eles passam mais ou menos a cada 15 minutos. Fizemos a linha verde, o ingresso vale 24hs e custa U$44. Para quem não quer pagar para ir na Estátua da Liberdade, dá para descer perto do porto e pegar uma balsa free que passa bem pertinho.

*Quem tem curiosidade pra saber como está o lugar onde era o WTC nem precisa ir até o local, já está quase tudo reconstruído e onde ficava um enorme buraco agora é apenas um canteiro de obras cheio de guindastes.Vários prédios já estão prontos ou quase prontos. ATUALIZAÇÃO: Já tem novidades por lá! Eu iria conhecer…

*Para quem estiver no aperto, o MET (Metropolitan Museum) tem uma opção de entrada que você paga o quanto quiser (e puder) para entrar. Quem tem carteirinha de estudante paga meia entrada e nem precisa apresentá-la, é só falar na hora de comprar. Mas o que eu mais amei no MET foi a exposição do Alexander McQueen! Uma pena que é temporária, mas tivemos a sorte de estar por lá na época certa e valeu super a pena. Eu já conhecia o trabalho dele e fiquei encantada ao ver ao vivo a qualidade das suas peças.

*O Chelsea Market é lindo, é uma galeria criada numa antiga fábrica de biscoitos e tem várias lojinhas fofas, recomendo o café da manhã na Amys Bread,  o brownie da Fat Witch e depois um passeio pela Anthropologie de lá, que é linda!

*Se tiver tempo, faça um passeio pelo Brooklyn. Atravessamos a ponte andando, descemos pela Old Fulton Street e fomos ao Brooklyn Bridge Park que fica na beira do rio, o lugar é lindo e tem uma bela vista da skyline de Manhattan (aquela que antes dava pra ver as torres gêmeas). Não perca a pizza da Grimaldis e o sorvete da Ice Cream Factory, mas prepare-se pra esperar em filas enormes! Também nos recomendaram o The River Café.

*O ABC Kitchen (Union Square) foi disparado o melhor restaurante! Fomos no almoço, a comida estava deliciosa, o ambiente tem um clima super descontraído e bom custo/benefício. Em segundo lugar ficou o jantar no Jojo (East Side), um restaurante bem pequeno e com comida maravilhosa. Nos dois tem que fazer reserva!

*Tem que ir: fim de tarde no Standart Hotel (Meatpacking)! O bar fica na cobertura do hotel e é maravilhoso, vale a visita pois o lugar é lindo. O banheiro é todo de vidro, uma experiência, no mínimo, divertida! O restaurante que fica embaixo também é bem gostoso.

*O Pastis (Meatpacking) foi super recomendado para um brunch, só conseguimos ir jantar e não achamos nada demais, o ambiente é bem gostoso e descontraído, o atendimento foi ruim.  O Barolo (Soho) também deixou a desejar, fomos bem atendidas, mas a comida foi normal. Perto do nosso hotel ficava o Il Gattopardo (Midtown) também não gostamos, saímos com as roupas cheirando gordura!

*O Carmines (Midtown) é do tipo baratex. Os pratos são enormes e servem 4 pessoas, a comida não é aquela perfeição mas vale o preço. O restaurante é animado e funciona bem pra grupos, mas tem que fazer reserva!

*Dica de rua: os hamburgueres do Shake Shack são super famosos em NY, fomos no da Madison Square e amamos! Também tem um perto da Time Square, uma boa pedida para depois de assistir alguma peça.

*O empório Dean & Deluca é uma delícia, o brownie foi considerado (por algumas) melhor que do Fat Witch. O Bouchon foi outro empório que nos surpreendeu, achamos os sanduíches de lá até mais gostosos que do Dean & Deluca. Os cupcakes da Magnolia Bakery decepcionaram, ninguém amou…

*Outros restaurantes que nos indicaram mas não conseguimos ir: Bar Pitti, La Esquina, Serafina.

*Ipad é na loja da Apple ao lado do Chelsea Market, nem adianta ir em outra pois as filas são enormes e quase nunca tem. É impressionante a procura e o desespero das pessoas, na Apple da 5ª avenida as filas começam às 5 da manhã!

*O outlet de Woodbury não é fundamental. Fomos num dos primeiros dias da viagem e o resumo é: quase tudo o que você encontra por lá tem na Century 21 e na Macys. Claro que lá é mais organizado, pois cada loja fica separada, mas para quem está sem tempo ou não quer pagar pra ir até lá, não faz tanta falta. Dica: para quem está montando enxoval de bebê, a Tommy e a Ralph Lauren do outlet são excelentes! Outra coisa: leve a sua mala, outlet sem mala é muito cansativo, ficar carregando aquele monte de sacolas só atrapalha.

*O Century 21 foi um sucesso, todas nós fizemos excelentes compras por lá! Eu já tinha ido em outra viagem e nem tinha gostado, mas dessa vez encontrei muita coisa boa. A dica é chegar cedo pois a loja está menos bagunçada e fica mais fácil encontrar o que procura. Vale muito: lençol (tem de 1000 fios por $110) e malas (as malas da Samsonite estavam bem mais baratas que na loja do outlet).

*Para comprar produtos de beleza e outros itens de farmácia, vá primeiro na Bed Bath Beyond, os preços estão menores que nas farmácias (Duane Read e Walgreens). Não tem de tudo, mas o que tem vale a pena. Produtos pra o cabelo é na Rickys, claro!

*A Tiffany não é inacessível, sabia? No terceiro andar da loja da 5ª avenida ficam as peças de prata e tem colares com pigente de coração por $100.

*A loja da Abercrombie e da Hollister da 5ª avenida tem uma fila enorme na porta, vivem lotadas! Uma dica é ir na loja da Abercombrie do Pier 17, bem mais tranquila.

*A loja de brinquedos da FAO é uma delícia! Apesar da idade avançada (kkkk) fomo lá brincar no famoso piano gigante do filme Quero ser Grande. Para as mamães, também vale passar na Toy R Us.

*Lojas para casa são muitas, recomendo a Pottery Barn (tem enfeites lindos), a West Elm, a Jonathan Adler (mais moderninha), a Crate and Barrel, a Anthropologie,… A Bed Bath and Beyond tem tudo que se possa imaginar para casa. No Woodburry vale uma entradinha na Ralph Lauren Home e na Le Gourmet Chef.

*Pra quem está em busca de lojas mais vazias, a região da Union Square é uma boa pedida, tem todas as melhores lojas só que menos frequentadas por turistas.

** deixem suas dicas nos comentários **

UPDATE: Meu irmão me lembrou de uma dica preciosa: as compras feitas pela Amazon! Uns 10 dias antes da viagem, mandamos um email para o hotel perguntando se eles aceitavam compras feitas pela internet. Como a resposta foi positiva, compramos muita coisa pelo site e mandamos entregar no hotel. Os preços são melhores e todas chegaram direitinho. Mas é importante mandar colocar na compra o nome de quem está na reserva do quarto, para não ter erro na entrega. Isso facilitou muito para as encomendas, pois não tinha o trabalho de ir atrás, foi só pegar e colocar na mala! Só tome cuidado para não dar espaço para “pessoas abusadas” e se deparar com caixas gigantescas na recepção do hotel… #dicadeamiga






Diariamente, recebemos vários comentários e emails pedindo dicas ou soluções para algum detalhe específico. Tentamos responder à maioria, mas é impossível atender a todos imediatamente. Então, se você deixou algum recadinho por aqui, ele será respondido ou um post será feito pra deixar tudo bem explicado!