Arquivo para concreto - assim eu gosto: decoração e arquitetura
Moodboard
Postado Por - 09 de junho de 2015

escada original de concreto que vira aparador arquitetura blog assim eu gosto

Adorei o desenho dessa escada! Alguns degraus ultrapassam o alinhamento e ganham a função de bancos ou aparadores. Ótima ideia, né? Também gosto muito da “ausência de acabamento”: a escada é de concreto armado aparente, que além de bonito e uniforme é antiderrapante.

Via Pinterest.

+ projetos de escadas aqui 

.





Concreto aparente (2)
Postado Por - 11 de julho de 2014

—–> Continuação de Concreto aparente 1 

Deixar aparente a estrutura de concreto – vigas, pilares, lajes e paredes – é uma opção atual da arquitetura de interiores. O aspecto do concreto é bonito, combina com todos os tipos de materiais e dá um ar industrial, meio inacabado e bem despojado.

Em construções novas, a aparência final do concreto pode ser prevista na escolha das fôrmas – lisas ou texturizadas, e na própria composição do concreto – tamanho e tipo das pedras, quantidade de areia, etc.

Já nas reformas, todo o acabamento é descascado, inclusive o reboco, deixando a estrutura original exposta, bem rústica mesmo. O aspecto do concreto aparente também pode ser conseguido com o uso de revestimentos, peças pré-moldadas e até pinturas que imitam o efeito.

interior vigas concreto aparentes

Nessa sala parte da laje nervurada foi exposta para aumentar o pé direito. A combinação com o forro de gesso permite o uso de iluminação embutida. Projeto Paula Magnani.

concreto aparente

Sala linda com laje de concreto aparente e piso de cimento queimado contrastando com cores fortes nos detalhes. Projeto David Guerra.

laje nervurada aparente

Nesse apartamento o forro de gesso foi dispensado para aumentar o pé-direto e expor a laje nervurada de concreto. Nesse caso, deve-se buscar uma alternativa para a iluminação, com esses refletores fixados em um trilho. Projeto AR Arquitetos.

concreto aparente

O concreto aparente da laje e pilares, junto com o piso de madeira, contribui para o aconchego do ambiente. Repare que aqui a iluminação foi embutida no piso bem em frente aos pilares. Projeto André Vainer via Casa e Jardim.

concreto aparente

Na primeira foto a laje lisa ficou exposta e combinou com paredes de tijolos aparentes e piso de mármore. Projeto Ângela Borsoi e Sônia Lacombe. / Na segunda foto, outra laje nervurada aparente com paredes de tijolinho – a sala ficou super aconchegante. Projeto Myrna Porcaro via Casa Vogue.

parede de concreto

Nessa sala a parede de concreto faz um contraste interessante com elementos da decoração clássica. Via Casa e Jardim.

concreto aparente

Nessa casa a parede estrutural ficou exposta na sua forma original e recebeu o destaque de uma escultura em relevo. Via Casa Vogue.

parede concreto aparente marcio kogan

Perfeito esse escritório com parede de concreto aparente e piso de madeira rústica. Projeto Marcio Kogan + StudioMK27.

parede de concreto aparente

Parede e aparador em concreto aparente. Esses furos dão um efeito interessante, eles são resultado do uso de fôrmas aparafusadas para a concretagem. Via Home Adore.

viga concreto aparente

Essa reforma deixou as vigas de concreto expostas e um ar super despojado nessa sala, reforçado pela cores usadas pontualmente. Projeto Gustavo Calazans via Casa e Jardim.

Felipe Hess3

Nessa sala a parede foi quebrada para integrar os cômodos e a estrutura existente ficou exposta. Projeto Felipe Hess.

estrutura aparente interiores

Decoração leve e despojada combinando com pilares e vigas de concreto aparente. Projeto Gabriel Valdivieso.

concreto aparente

Além dos pilares e vigas, a meia-parede que recebe a bancada dessa cozinha também é de concreto aparente. Projeto Mauricio Arruda via Casa Vogue.

concreto aparente

Concreto e instalações elétricas aparentes dão ares de loft industrial a esse apartamento. Via Arquitetura e Construção.

 + materiais e revestimentos





Oscar Niemeyer
Postado Por - 06 de dezembro de 2012

Fizemos esse post em comemoração aos 103 anos do mestre, celebrando sua vida e sua obra. Hoje não há homenagem à altura desse exemplo de vida, tão intensa, tão produtiva; de obra, tão genial, tão magnânima; de pessoa, tão simples, tão generosa.

Estamos de luto, mas nos despedimos do mestre agradecendo pela cidade maravilhosa em que vivemos e por dar ao Brasil uma arquitetura pra chamar, genuinamente, de sua!

* o post abaixo foi publicado dia 15/12/2010 *

Hoje o arquiteto Oscar Niemeyer completa 103 anos. Considerado um dos nomes mais importantes da Arquitetura Moderna, ele revolucionou a arquitetura mundial explorando as possibilidades plásticas do concreto armado através do volumes e formas esculturais dos edifícios que projetava. Suas obras mais famosas são os edifícios públicos da época da construção de Brasília, que viraram os ícones da capital do Brasil. Mas ele é o responsável pelo projeto de centenas de construções esculturais em vários lugares do Brasil e do Mundo, até os dias de hoje.

Alguns criticam Niemeyer pela falta de funcionalidade de suas obras, ou pelo que chamam “falso idealismo” presente em seu discurso. Mas não se pode negar seu enorme talento para a criação e sua genialidade, que transformou a forma de se projetar e de se construir no mundo inteiro. Niemeyer teve com colaboradores essenciais para a execução de sua obra os engenheiros Joaquim Cardozo e José Carlos Sussekind, sendo o primeiro responsável pelo cálculo da maioria das obras da construção de Brasília e o segundo pelas obras da década de 70 até a atualidade.

Niemeyer em Brasília:

Niemeyer em Belo Horizonte:

Niemeyer em São Paulo:

Niemeyer no Rio de Janeiro:

Niemeyer na França:

Niemeyer na Argélia:

Niemeyer em Portugal:

Até os dias de hoje, apesar da fragilidade física, o arquiteto mantem uma vida, como sempre foi, altamente produtiva artistica e intelectualmente. Seu legado vai desde o design de mobiliário ao projeto dos mais diversos tipos de edifícios monumentais, passando pela escultura e pela literatura – sim, ele escreveu vários livros sobre suas vida e sobre arquitetura.

A Mão fica no Memorial da América Latina, em São Paulo. O Tributo à Visão fica no Centro Brasileiro do Visão, em Brasília,

“Não é o ângulo reto que me atrai, nem a linha reta, dura, inflexível, criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual, a curva que encontro nas montanhas do meu país, no curso sinuoso dos seus rios, nas ondas do mar, no corpo da mulher preferida. De curvas é feito todo o universo, o universo curvo de Einstein.” Oscar Niemeyer

Fotos: Google images. / Fonte de pesquisa: Wikipédia.

Veja outras obras de Niemeyer que já publicamos aqui no blog: Museus e Igrejas.

Vi que o blog Casa de Valentina também fez uma homenagem a Niemeyer, falando sobre seus projetos residenciais. Clique aqui!





Concreto aparente (1)
Postado Por - 15 de fevereiro de 2011


Concreto aparente x Cimento queimado?

A confusão entre os dois materiais é muito comum, ainda mais agora que os revestimentos cimentícios estão sendo muito utilizados. Na verdade os dois têm o mesmo princípio – o aspecto e a cor cinza do cimento aparecendo – mas o concreto aparente é um método construtivo (muito usado na década de 60) e o cimento queimado é um tipo de acabamento.

Um dos sistemas construtivos mais usados nas construções é o concreto armado: concreto (areia, pedra e cimento) + estrutura de aço (armadura de ferro). Se for usado sem acabamentos é denominado concreto aparente.

Isso quer dizer que o concreto não é apenas um acabamento, mas a própria viga, pilar, parede, laje ou piso da construção. Também é possível usá-lo para fazer alguns móveis, como bancos e bancadas.

A grande vantagem é que o material dispensa o desenvolvimento de outras etapas da obra, como emboço e reboco, e não é preciso gastar com outros revestimentos.

Se você quer ter concreto aparente na sua casa, a decisão deve ser tomada ainda na fase de construção. Para ficar aparente, um bom acabamento é fundamental e essa é a grande dificuldade. Por isso, estude o assunto e procure mão-de-obra qualificada para a execução. O cálculo estrutural e o concreto utilizado influenciam no aspecto e devem ser definidos por um engenheiro. Se não for o seu caso, peça para ver trabalhos executados anteriormente pelo seu empreiteiro.

Lembre-se: o concreto não admite muitos retoques e não é como uma parede de alvenaria, que você pode quebrar um pedaço e refazer. Tem que acertar de primeira ou fazer tudo de novo!

Para fazer uma parede em concreto aparente, deve-se fazer uma fôrma para moldar o concreto. Ela pode ser de madeira (mais comum) ou metálica (mais cara e menos usada).

As fôrmas ficam em contato direto com o concreto enquanto o material endurece, marcando sua superfície e definindo a aparência da parede. Devem ser bem travadas para não abrirem quando o concreto for despejado e não deixarem a parede torta.

Fôrmas metálicas – permitem um acabamento mais uniforme e mais liso. Muitas vezes, como na foto acima, os furos da fôrma ficam marcados, eu acho lindo, mas quem não gostar pode cobrir com cimento.

* Este processo é chamado de estucamento, feito com uma mistura do mesmo cimento da parede e aplicado com muita cautela. Mas é comum a emenda sair pior do que estava antes, então nunca deixe um pedreiro inexperiente realizar esse processo, acompanhe de perto caso ele seja necessário.

Fôrmas em madeira – a flexibilidade de acabamentos é maior. Você pode escolher efeitos mais uniforme ou mais texturizados. Para um acabamento quase liso, é necessário utilizar um madeirite emborrachado.

* Se a parede for maior do que a placa de madeirite e você não quiser as juntas aparecendo, igual na foto acima, elas devem ser cobertas por uma fita.

Para conseguir frisos menores, a fôrma pode ser de sarrafos horizontais ou verticais. Eu gosto de todos os efeitos, não consigo definir o meu favorito!

Antes de despejar o concreto é importante aplicar um desmoldante na parte interna da fôrma para facilitar a retirada (tipo passar manteiga na fôrma do bolo de chocolate, sabe?).

Ao despejar o concreto, ele tem que ser bem vibrado para que não fiquem espaços com ar e formem buracos na parede. Geralmente usam um vibrador, que é uma ferramenta elétrica específica para isso.

O concreto leva uns 21 dias para secar, o que é chamado processo de cura do concreto. Após a cura, retira-se a fôrma e está pronto o concreto aparente!

Se a parede ficar com alguma imperfeição (pequenos furos), pode-se fazer o estucamento conforme descrito ali em cima.

Como é poroso, o material precisa da proteção de vernizes ou resinas para não manchar. Existem diversos tipos: brilhantes, foscos, uns que alteram a cor do concreto… Prefiro o fosco, que deixa o aspecto mais natural.

A manutenção é simples e, se realizada da maneira correta, sua parede pode ficar novinha durante muitos anos. Não use sabão ou detergente e limpe sempre com água sob pressão.

Deu pra ver que a execução do concreto aparente é bastante complicada, mas o resultado é belíssimo! É um dos materiais mais bonitos e utilizados na história da arquitetura brasileira. Nomes como Oscar Niemeyer, Rino Levi, Ruy Ohtake, Vilanova Artigas, Eduardo Corona, Paulo Mendes da Rocha, entre muitos outros, utilizaram o concreto aparente com maestria em projetos inesquecíveis.

—–> Para quem quer ter o efeito do concreto aparente em casa, mas não está construindo ou reformando, a solução é usar o cimento queimado.

Fonte de pesquisa: Uol Casa e Ig Casa.

.

 CONTINUA AQUI





Escadas (1)
Postado Por - 10 de maio de 2010

Selecionamos alguns projetos onde a escada além de cumprir sua função (subir e descer, hehehe…), se torna um elemento arquitetônico de grande destaque no ambiente. O desenho e a escolha do material podem torná-la simples e discreta ou escultural e deslumbrante.

1 – Escada vazada com piso em madeira (cumaru). O diferencial é o guarda-corpo em cabos de aço. Projeto Andrés Gálvez.

2 – Escada de concreto com piso em mármore branco. O desenho é simples, mas se tornou deslumbrante no contexto do projeto. Casa em Brasília assinada pelo arquiteto Paulo Henrique Paranhos, foto Casa e Jardim.

3 – Uma das mais lindas dessa seleção! O concreto aparente da escada se repete na parede, assim como a altura dos degraus, formando um painel bem valorizado pela iluminação. Além disso, o terceiro degrau se alonga formando uma bancada com gavetões e uma área de descanso. O guarda-corpo de vidro não interfere na continuidade do desenho. Projeto de René Fernandes Filho e Adriana Rossi, foto Revista Casa e Jardim.

4 – Escada em balanço com degraus em aço engastados numa viga metálica embutida na parede. O mármore travertino bruto reveste os degraus e forma o filetado da parede ao fundo, deixando a escada leve e discreta. Projeto de Zize Zink.

5 – Adoro essa escada! Os degraus foram revestidos em madeira por todos os lados, formando um volume único, que a deixou visualmente mais simples e por isso mesmo mais bonita. O guarda-corpo em vidro ficou bem discreto. Projeto e foto: Andre Piva.

6 – Executada em chapa metálica dobrada, essa escada fininha fica super discreta, ótima para encaixar num cantinho quando o ambiente é pequeno.  Projeto Ricardo Hachiya e Luiza Fernandes, foto Casa e Jardim.

7 – Essa escada metálica é formada por dois perfis em aço inox que apóiam os degraus de vidro laminado e temperado (duas placas de 10 mm). Acho leve e bonita. Apesar de não parecer, o vidro é sim um material resistente. Porém, para mulher de saia é arriscado… Projeto de Ruy de Mello.

8 – De desenho escultural, essa escada é curva e sem apoios intermediários, o que torna sua execução complicada e por isso mais exclusiva. Projeto e fotoo: Roberto Migotto.

9 – Executada em chapa de aço pintada, essa escada ocupa o rasgo na laje e se beneficia do pé direito duplo. O guarda-corpo tubular é de ferro pintado de branco. Projeto dos arquitetos Hugo Schwartz e Alexandre Gedeon, foto Casa e Jardim.

Essas duas escadas foram projetadas pelo arquiteto André Piva. 10 – A primeira é estruturada por perfis de aço que apoiam degraus de madeira. / 11 – A segunda é formada por degraus em balanço revestidos por mármore travertino bruto e bem valorizados pela iluminação feita por balizadores embutidos na parede. Na lateral, um vidro do piso ao teto oferece segurança sem interferir no desenho. Fotos: site do arquiteto.

12 – Essa escada majestosa foi projetada por Fernanda Marques para uma Casa Cor em São Paulo. Tudo bem que ela liga-nada-a-lugar-nenhum… mas é bonita demais! E pode ser executada em qualquer lugar espaçoso, que comporte suas curvas. Foto site Casa Cor.

CONTINUA AQUI






Diariamente, recebemos vários comentários e emails pedindo dicas ou soluções para algum detalhe específico. Tentamos responder à maioria, mas é impossível atender a todos imediatamente. Então, se você deixou algum recadinho por aqui, ele será respondido ou um post será feito pra deixar tudo bem explicado!