Arquivo para adornos - Página 3 de 3 - assim eu gosto: decoração e arquitetura
Fundo da estante
Postado Por - 23 de fevereiro de 2011

Uma ideia legal pra renovar uma estante branca é colocar cor no fundo, seja na parede ou na própria estante. Pode ser uma simples pintura ou um papel de parede, o importante é criar um contraste. Mas lembre-se de caprichar nos objetos e na organização! Repare que nas fotos predominam os objetos mais claros e neutros, assim o fundo colorido fica mais destacado.

+ estantes aqui





Estilos de Decoração
Postado Por - 03 de julho de 2010

Estamos ajudando um jovem casal a decorar seu primeiro apartamento e separamos aqui algumas fotos de salas com diferentes estilos de decoração para auxiliá-los a definir com o que eles mais se identificam, o que combina melhor com sua personalidade e seu estilo de vida.

Caracterizamos aqui alguns estilos, mas sem definições amarradas, pois a decoração, na nossa opinião, deve ser flexível e buscar, principalmente, a identificação com seus habitantes. Aqui no escritório nós temos nossas preferências, mas sempre partimos do princípio de que quem vai morar lá é o cliente, não a gente! Por esse motivo, procuramos conhecer bem os gostos pessoais de cada um, como a família vive e como se relaciona com sua casa. Assim, podemos traduzir seu estilo para o projeto e orientar suas escolhas para compor o ambiente, sempre incentivando-os a dar seu toque pessoal!

O estilo contemporâneo tem como princípio ambientes acolhedores e atemporais, mas sem excessos.  Aqui, linhas retas e modernas convivem com curvas e elementos fluidos. A base da decoração é feita em cores neutras, como off-white, beges, cinzas e preto, mas as cores são bem-vindas em acessórios, quadros, adornos e até em móveis menores, como cadeiras e poltronas. Texturas diferentes e tecidos aconchegantes, com toque natural, como algodão, couro, sedas, são convidativos, assim como os papéis de parede. Outra característica marcante é a mistura de elementos modernos com antiguidades. Móveis e objetos com história, design assinado e estampas da moda convivem no mesmo espaço em harmonia. Recordações de viagem, fotos da família, peças com história e obras de arte têm espaço especial na decoração, mas sem exagero, pois elas devem se destacar.

O estilo contemporâneo natural têm princípios semelhantes ao contemporâneo, com ambientes acolhedores e o uso de texturas variadas e mistura de estilos. Aqui, porém, os ambientes convidam ao relaxamento, buscando equilíbrio visual e espiritual através do contato com elementos naturais e da harmonia de cores e formas, e tem sido muito usado ultimamente, como uma forma de tornar a casa um refúgio da correria do dia-a-dia. Muitas vezes o equilíbrio é atingido pela simetria na disposição de móveis e outros elementos, o que, como já mostramos aqui no blog, dá uma sensação visual agradável. Móveis simples e aconchegantes, pedras, fibras, madeiras e tecidos naturais e ecologicamente corretos, cores neutras e pouca variação de tons caracterizam esses ambientes. Os adornos são equilibrados e muitas vezes dão um toque étnico e zen à decoração, que também é enriquecida por plantas e flores, trazendo a natureza para dentro de casa. Não deve ser confundido com o rústico, que é mais pesado e rebuscado.

O estilo moderno é o famoso ambiente “clean”. Prática e minimalista, a decoração é formada por com poucas e boas peças, de preferência com design assinado, que se destaquem pela qualidade do desenho e dos materiais. Assim, predominam as linhas retas e formas geométricas, os materiais tecnologicamente avançados (aço, acrílico, plástico, fibra de vidro, etc), espaços vazios e amplos, além de pouca diversidade nos acabamentos e texturas. As cores são básicas e sem muitas variações: branco, preto, cinza, pontuados por apenas alguns elementos em cores fortes. Os adornos são muito poucos, ficam expostas apenas obras de arte e peças com design assinado, posicionados de forma criteriosa em locais próprios. O resto deve ser escondido em armários fechados ou nem existir!

O estilo clássico valoriza o requinte, o luxo e os detalhes com o predomínio de formas rebuscadas. Móveis entalhados, como em estilo Luís XV ou outras antiguidades, madeiras nobres e raras, mármores, cristais, tecidos encorpados caracterizam os ambientes clássicos. As paredes são trabalhadas com detalhes em gesso e muitos quadros, e fazem composê com os estofados, onde texturas, estampas e brilho são muito bem-vindos, além de cores pastéis contrastando com o dourado de molduras e outros detalhes. As cortinas, volumosas e em tecidos nobres também chamam a atenção. Muitos e muitos adornos decoram os ricos móveis, como taças e vasos de cristal, castiçais, telas, muitos espelhos e muitas flores.

 

Depois de ver as fotos, nossos clientes se identificaram muito com o estilo contemporâneo. E você?





África na decoração
Postado Por - 19 de maio de 2010

Às vésperas da Copa de 2010, o mundo todo está com os olhos voltados para a África. É claro que isso se reflete na decoração, ainda mais se tratando de uma cultura tão rica que, inspirada da cores e formas da natureza e carregada de simbologia, tem identidade própria. A escolha desse estilo se baseia na beleza e na alegria que as cores e peças conferem ao ambiente, mas há quem se identifique com a simboligia e o misticismo incluso nos objetos e pinturas.

Em uma decoração inspirada na cultura africana predominam os tons terrosos do continente, como amarelos, laranjas, ocre, marrom e vermelho. Grafismos em preto e branco também são muito presentes, principalmente em estampas de tecidos e em pinturas. Esculturas, máscaras, tapetes, peles (artificiais!), móveis em madeira rústica, couro e palha também fazem parte do conceito.

É um estilo alegre, exótico e de muita personalidade. Sendo assim, optar pelo look total pode ser arriscado, a não ser pra que se identifica muito com a cultura africana. Porém, como na maioria das fotos que selecionamos, dá pra usar algumas peças e estampas apenas como referência, como esculturas isoladas ou em coleções, almofadas, algumas cores ou materiais, mas misturados a estilos e peças modernas. O resultado é uma decoração bem contemporânea e sofisticada.

Cores, almofadas, tecidos e coleções de objetos africanos decoram o apartamento do colecionador de arte tribal Christian Heymès, em São Paulo. Foto: Revista Casa Cláudia março 2010.

Sofá de couro, almofadas estampadas e tapete com padronagem de zebra na ambientação da Le Lis Blanc Home.

Objetos de arte africana aquecem e personalizam ambientes modernos. Na primeira foto, móveis, bandeja, garrafas, copos, lupa e escultura azul da Brentwood; ovo de avestruz, máscara rústica, girafas e bola de osso da Katmandu; tecidos Regatta, cadernetas de oncinha Le Lis Blanc e máscara pura  e bola de onça com elefante da Espaço Til. / Na segunda foto: mobiliário Brentwood; boneca Namji Boa Sorte, da Katmandu. Fotos e informações: revista D`casa

Cantinho de leitura projetado por Meire Santos para uma Casa Cor, com painés de fotos e esculturas de animais. / Papel de parede da linha Grafismo, da Bobinex, inspirado em padronagens africanas, criado por Marcelo Rosenbaum. Fotos: divulgação.

Nessa sala, projetada por Roberto Migotto, há uma mistura clara de estilos, como móveis de várias épocas. Almofadas estampadas nas cores amarelo e vermelho conferem cor e estilo. O tapete de zebra dá um ar sofisticado. Foto: site do arquiteto. /À direita: Mobiliário, luminária e estatueta de madeira natural da Brentwood; máscara Lua Contemporânea e tecido branco e preto da Katmandu; caixa dado Dice Bone, da Le Lis Blanc.Foto e informações: revista D`casa

Para decorar o aparador, peças em madrepérola e osso, esculturas e livros temáticos, tudo da Le Lis Blanc. / Papel de parede da linha Grafismo, da Bobinex, móveis rústicos e pufe com estampa colorida. Fotos: divulgação.

No quarto, camas em madeira com dossel, móveis rústicos em madeira, tapete e almofadas com grafismos africanos. Foto: reformafacil.

Quarto com tapete em padronagem de zebra e móveis rústicos. Foto: casadevalentina / À direita:  Quarto com móveis modernos, em linhas retas e  laca branca, misturado ao estilo africano do tapete de zebra e nos tecidos do enxoval nas cores marrom e ocre. Mobiliário Brentwood, pano mudcloth preto na almofada da Katmandu, tecidos do enxoval da Regatta, tapete de couro silcado padrão zebra da Helvetia House. Foto e informações: revista D`casa.

Esse quartinho de bebê com o tema safari é lindo! A base é clarinha, em tons de bege e branco, mas a parede e os móveis receberam a pintura com paisagens e animais. Os bichinhos de pelúcia de onça e zebra sào um charme! Foto: casadevalentina.

A arte africana é bastante marcada pelas estampas. Produzidas utilizando técnicas milenares de tingimento, são caracterizadas por grafismos e usam como referência as formas da natureza, como a pele de animais, os formatos de frutas exóticas, ou a textura de pedras de rios.

Além dos tecidos marcantes, a escultura, principalmente máscaras e estátuas, não passam despercebidas. Produzidas em materiais extraídos da natureza, como madeira, principalmente o ébano, marfim, osso, terracota, bronze, cobre e ouro, elas são símbolos religiosos e expressam os sentimentos e idéias dos povos africanos.  A máscara provoca fascínio ou repulsa no mundo ocidental. Sua função é  proteger, representando um disfarce para a incorporação dos espíritos e a possibilidade de adquirir forças mágicas.

Apesar de estar na moda, é um estilo atemporal e lojas especializadas em estilos étnicos sempre renovam seus estoques com peças lindas, como a Katmandu, a Le Lis Casa… Mas a beleza e diversidade da cultura africana são fontes de inspiração para marcas e designers criarem novas tendências, reinterpretando cores e padrões.

1 e 2:Jogos de Jantar Tânia Bulhões. /3. Louças TokStok em parceria com Alexandre Herchcovitch.

Tecidos da coleção Microsan África da Donatelli (é lançamento!).

 

1. Porta-retratos de osso HStern Home. / 2. Almofada Coisas da Dóris. / 3.Cachepô HStern Home. / 4. Caderninhos Hits/ 5.Caixa de osso, Le Lis Casa. / 6.Máscaras Katmandu. / 7. chaise Bali Express.

 

1. Bandeja de madeira / 2.Almofadas Donatelli. / 3.Girafas de madeira da Katmandu. / 4.Lupas com cabo de osso Le Lis Casa. / 5.Panô com padronagem africana da Katmandu. / 6.Banquinho de madeira da Katmandu. 7.Ovo de avestruz pintado da Katmandu./ 8. Poltrona Anos 60 customizada do Estúdio Glória. / 9. Livros Editora Tashen.

 

Coleção “M’Afrique”,da grife italiana Moroso, criadas do encontro entre tradição e modernidade, como uma forma de homenagear e valorizar os valores culturais do continente africano.

* Veja também:Estádios da Copa – Parte I





Letras na decoração
Postado Por - 07 de março de 2010

Quer dar um toque pessoal na sua decoração? Então escreva! Usar letras e palavras para decorar os ambientes é uma tendência. Fica bacana colocar uma palavra no lugar de um quadro ou letras soltas em cima do aparador, da estante, apoiando os livros. No escritório, na sala, nos quartos… Palavras que inspirem, iniciais de nomes… É só usar a criatividade! O resultado é uma decoração com personalidade e humor.

No quarto, em metal pintado de dourado. No cantinho de leitura da atriz Beth Lago, em madeira.

Na sala, em acrílico vermelho. No escritório, em madeira pintada, fazendo as vezes de escultura, e em madeira, na estante.

Na estante, apoiando os livros, em madeira laqueada de vermelho e na sala, em metal.

No quarto, sobre o móvel de tv, em madeira laqueada de vermelho, e na sala de jantar, em metal cromado.

Na sala, em madeira pintada. / Na estante, em madeira natural. / Na parede, com ganchinhos, em ferro pintado de branco. Na escada, em madeira pintada. / Fotos: Revista Casa e Jardim, Revista D Casa, site this is glamorous.

CONTINUA AQUI






Diariamente, recebemos vários comentários e emails pedindo dicas ou soluções para algum detalhe específico. Tentamos responder à maioria, mas é impossível atender a todos imediatamente. Então, se você deixou algum recadinho por aqui, ele será respondido ou um post será feito pra deixar tudo bem explicado!